Ação da Ânima deve ser colocada na geladeira, após acordo com a Ser não vingar

A decisão da Ânima (ANIM3) e da Ser Educacional (SEER3) de não levarem adiante o acordo de compra e venda de ativos, envolvendo a UniRitter, Fadergs e IBMR, é um alerta para que o mercado fique longe das ações da Ânima por enquanto.

A avaliação é de Fred Mendes e Flávia Meireles, que assinaram um breve comentário sobre o caso em relatório da Ágora Investimentos. “A empresa [Ânima] deve continuar em busca de oportunidades de venda de ativos para se desalavancar após a aquisição da Laureate”, afirma a dupla.

Por isso, os analistas reforçaram a recomendação neutra para os papéis, com preço-alvo de R$ 45 para o fim de 2021.

Já a Ser Educacional sai do namoro sem muitos impactos. “Esperamos que a empresa permaneça ativa no mercado de fusões e aquisições e que continue sua recente onda de aquisições”, afirmam. No curto prazo, a companhia deve se beneficiar com a expansão do mercado de ensino à distância.

Por Márcio Juliboni

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *