Açúcar avança nesta manhã de 2ª feira na Bolsa de Londres; NY fechada com feriado

Produção de citrus deve registar quebra de 30% na safra

A safra 2020/2021 de laranja produzida no cinturão agrícola de São Paulo e do Triangulo Mineiro deverá registrar uma quebra “histórica” em função dos problemas climáticos. A safra iniciou em maio do ano passado e termina no próximo mês de abril. A estimativa de produção foi dada pelo coordenador da Pesquisa de Estimativa de Safra do Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitrus), Vinícius Trombin.

“A expectativa neste momento é de uma safra de 269 milhões de caixas (de 40,8 kg). Se esse número se confirmar será a maior quebra de safra de uma temporada para outra, indicando uma quebra de 30,36% em relação a temporada anterior”, aponta.

Em entrevista ao Agrolink, Trombin explica que as condições climáticas impactaram diretamente na produção de citrus. “A gente teve uma seca muita grande com um calor muito intenso, tanto na época da formação quanto na época de desenvolvimento dos frutos. Um outro motivo é de que as árvores estavam mais cansadas nesta safra, porque elas tinham carregado muito na safra anterior”, diz.

Se por um lado a produção será 30% menor, o consumo pelo suco de laranja aumentou neste período pandêmico. “O fato positivo em meio a tanta dificuldade foi ver o aumento do consumo do suco de laranja por aquelas pessoas, que buscam fortalecer o sistema imunológico. Houve um aumento de demanda neste período por conta do alimento ser funcional, rico em vitamina C e outros componentes que ajudam no sistema imunológico”, destaca.

Por Redação