Adolescente de 17 anos morre após festa e polícia apura uso de lança-perfume

A Polícia Civil investiga as circunstâncias da morte de uma adolescente de 17 anos, que teve uma parada cardiorrespiratória após uma festa em uma casa noturna de Ribeirão Preto (SP). A suspeita é que ela tenha passao mal após consumir a substância conhecida como “lança-perfume”.

Thainá Lopes de Oliveira foi socorrida na boate Villa Madallena, que fica na Avenida Portugal, no Jardim São Luiz, na madrugada desta segunda-feira (21). A jovem foi atendida no pronto-socorro central, mas não resistiu.

A EPTV, afiliada da TV Globo, procurou os responsáveis pela boate, mas não obteve um posicionamento. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a adolescente foi levada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao pronto-socorro central por volta de 2h30.

Os médicos tentaram reverter o quadro de parada cardiorrespiratória, porém, sem sucesso. De acordo com o boletim de ocorrência registrado na Polícia Civil, a jovem tinha ido com amigos à casa noturna e teria consumido lança-perfume durante a madrugada.

Segundo o chefe do Juizado de Menores de Ribeirão Preto Marcos Gomes, a casa noturna que a adolescente frequentou tem alvará de funcionamento, mas não possui autorização para a entrada de menores. Por esse motivo, o estabelcimento já foi autuado ao menos seis vezes e os donos podem ser penalizados pelo que aconteceu. “Agora o processo vai para a Promotoria. A Promotoria pode pedir para a Prefeitura para interditar ou cassar o alvará desse estabelecimento”, disse.

 

Por G1