Agrnoma morta com tiro na nuca por motorista de caminhonete

A engenheira agrônoma Júlia Barbosa de Souza, 28 anos, foi morta na madrugada deste sábado (09), após ser baleada na nuca, quando estava dentro da caminhonete do namorado, em Sorriso (a 420 quilômetros de Cuiabá).

 

Ela era da cidade de Cornélio Procópio (PA) e estava em Mato Grosso para visitar o companheiro.

 

Segundo a Polícia Civil, Júlia e o namorado saíram de uma conveniência, na Avenida Natalino João Brescansin, por volta da 01h40 da manhã. Eles passaram a ser perseguidos depois de ultrapassarem um desconhecido, em uma caminhonete branca. O motorista buzinava o tempo todo para que o namorado de Júlia parasse.

 

Entretanto, o casal seguiu, quando na avenida Brasil, perto do Hospital 13 de Maio, o suspeito deu um tiro que acertou a nuca da vítima.

 

Júlia foi levada para o hospital, porém não resistiu aos ferimentos e foi a óbito. Após efetuar o disparo, o suspeito fugiu sentido a rodovia MT-242.

 

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exame de necropsia. Câmeras de segurança deverão auxiliar na investigação da Polícia Civil. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *