Ajax paga fortuna por atacante Haller e ‘esquece’ de inscrevê-lo na Liga Europa

O jogador que pertencia ao West Ham foi contratado no começo de janeiro para ser o artilheiro do time

O time está em um mata-mata importante, abre os cofres, faz a maior contratação da história para ter o atacante dos sonhos na competição e “esquece” de inscrevê-lo. Parece coisa de amador, mas foi o que os diretores do Ajax, um dos clubes mais tradicionais da Holanda, fizeram com Haller, que terá de ver a Liga Europa de casa.

O jogador que pertencia ao West Ham foi contratado no começo de janeiro para ser o artilheiro do time. Para contar com o franco-marfinense, o Ajax desembolsou aproximadamente 22,5 milhões de euros (R$ 150 milhões). E a esperança era que ele fosse decisivo no confronto mata-mata com o Lille, a partir do próximo dia 18. Ele treina forte para a competição, já vem até atuando e ficou sabendo que “esqueceram” de inscrevê-lo na competição.

“Ele não foi esquecido, estava na lista. Foi um erro administrativo”, disparou o técnico Erik ten Hag. “Foi algo com o computador, de marcar ‘sim’ ou ‘não’ no quadro. É trabalho humano. E onde trabalham humanos, há erros. Eu achava que tínhamos um bom processo de checar e rechecar, mas ainda assim deu errado”, lamentou.

O treinador teve de dar a notícia ao atacante, que não escondeu a decepção. “Haller está chateado, mas realista. Sabe que foi um erro, nada deliberado”, afirmou o técnico. “Em última análise, os culpados somos eu e Overmars (dirigente do clube). Veremos tudo o que ocorreu e tomaremos medidas duras”, prometeu.

Apesar de inusitado, o caso não é exclusividade do Ajax. Ele, na verdade, já se repetiu justamente no país. Na temporada 2000/2001, o PSV Eindhoven perdeu o prazo de inscrição de Van Nistelrooy e Eric Addo na então Copa da Uefa. Estavam lesionados e seriam inscritos, mas acabaram ficando de fora também por “esquecimento”.

POR ESTADAO