Aziz decide convocar Ricardo Barros para novo depoimento

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid encerrou a reunião desta quinta-feira, 12, e adiou depoimento do líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR). O parlamentar causou reação dos senadores ao afirmar que a CPI produziu um efeito negativo para o País e afastou o interesse de empresas em vender vacinas para o Brasil.


Após pedido do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), o presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM), anunciou que o colegiado vai marcar outro depoimento de Ricardo Barros, desta vez chamando o deputado na condição de convocado. Hoje, o parlamentar prestou depoimento como convidado.

Além disso, a comissão vai consultar o Supremo Tribunal Federal (STF) sobre quais medidas poderá adotar se comprovar que o deputado mentiu na comissão. Os senadores afirmaram que, logo após a declaração de Barros, o laboratório chinês CanSino desmentiu o deputado e afirmou que mantém o interesse de vender vacinas para o Brasil.