Biden reforça contingente militar para resgatar americanos em Cabul

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Diante do avanço veloz do Taleban no Afeganistão, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou neste sábado (14) o envio de forças adicionais para ajudar na evacuação da embaixada americana em Cabul. Serão 5.000 soldados ao todo.

O Pentágono havia anunciado, durante a semana, que 3.000 homens estavam a caminho, enquanto outros 1.000 já estavam na capital afegã. A tropa adicional de 1.000 soldados pertence à 82ª divisão aerotransportada do Exército americano, uma das principais unidades de potencial militar do país.

“Com base em recomendações da nossa diplomacia e das forças militares e de inteligência, autorizei o envio das tropas para assegurar que tenhamos uma retirada segura dos EUA e de outros aliados”, disse o democrata. Ele acrescentou que o país ajudaria também na retirada de alguns afegãos que conseguiram acesso a um programa especial de visto.

Criticado pelas lideranças afegãs, especialistas em política externa e alguns militares pela decisão de prosseguir com a retirada das tropas americanas do Afeganistão, Biden voltou a defender sua posição.
“Fui o quarto presidente a comandar a presença das tropas americanas no Afeganistão. Foram dois republicanos e dois democratas. Não queria passar essa guerra para um quinto [presidente] e não irei.”

O democrata também reiterou o argumento de que os líderes afegãos precisam se unir se quiserem defender o país. “Mais um ou cinco anos de presença militar dos EUA não teriam feito diferença se os militares afegãos não pudessem ou não quisessem manter seu próprio país.”
De acordo com o departamento de Estado americano, o secretário Antony Blinken conversou neste sábado com o presidente afegão Ashraf Ghani sobre a “urgência dos esforços diplomáticos e políticos para reduzir a violência”.

Blinken já havia conversado com Ghani na quinta-feira (12). O presidente afegão, durante discurso televisionado, afirmou que tem conversado com líderes locais e internacionais e que a prioridade é remobilizar as tropas do país –que sucumbem rapidamente aos combatentes do Taleban.

O embaixador do Reino Unido em Cabul também se prepara para deixar o Afeganistão na noite deste domingo (15), segundo informações do jornal Sunday Telegraph.

No início da semana, cerca de 500 funcionários britânicos permaneciam no país; agora, restam algumas dezenas. O Reino Unido anunciou na quinta (12) o envio de 600 soldados para ajudar cidadãos britânicos e tradutores locais a deixarem o Afeganistão.

Com a baixa capacidade militar das tropas nacionais, o Taleban, grupo fundamentalista islâmico, já tomou 24 das 34 capitais provinciais do país. Os combatentes seguem rapidamente em direção à capital nacional, Cabul.

Nas redes sociais, residentes e correspondentes internacionais compartilham que já é possível ver as tropas talebans na parte oeste da capital.

Cabul é a única grande cidade que está sob controle do governo afegão no momento. Ao longo da semana, Kandahar e Herat foram conquistadas pelo Taleban. Neste sábado, o grupo também estabeleceu-se em Jalalabad e Mazar-i-Sharif.