Bunge se posiciona sobre compra de soja em áreas desmatadas no Cerrado em 2020

A Bunge não teve acesso prévio ao estudo para verificar as fontes ou a metodologia utilizada. Porém, os números não correspondem à realidade das compras da companhia na região do Cerrado.

Por meio de nossa política Global de Não-Desflorestamento, a Bunge está comprometida em alcançar cadeias de fornecimento livres de desmatamento até 2025. Esse é o compromisso mais ambicioso nesta escala em nosso setor e nós vamos continuar a usar nossa posição de mercado para liderar o progresso da indústria nessa direção. Esse compromisso se estende a todas as regiões onde nós operamos, incluindo fornecimento direto e indireto.

A Bunge não compra soja de áreas desmatadas ilegalmente e tem o monitoramento mais extensivo no Cerrado — 8.000 fazendas, alcançando mais de 11,6 milhões de hectares (28,6 milhões de acres), que correspondem por 96% da soja comprada diretamente naquela região. Nosso monitoramento usa tecnologia de satélite de última geração e é capaz de identificar mudanças no uso da terra e plantio de soja em cada fazenda de onde originamos. Além disso, nós temos 100% de rastreabilidade nessas fazendas.

No início de março, a companhia lançou o Parceria Sustentável Bunge, um programa sem precedentes que vai ajudar as revendas de grãos a implementar sistemas de verificação de cadeias de fornecimento, incluindo satélite e imagens na escala das fazendas. As revendas podem adotar serviços de imagem ou usar a estrutura de monitoramento geoespacial da Bunge sem nenhum custo. Com o engajamento das revendas, a Bunge, que já rastreia e monitora 30% de suas compras indiretas no Cerrado, espera alcançar 100% até 2025.

Embora nosso compromisso inclua um prazo estabelecido para 2025, alguns produtores já não estão em nossa cadeia de fornecimento, como apresentado em nossos relatórios de progresso divulgados publicamente. A Bunge reconhece o importante papel que pode desempenhar, mas acredita que qualquer solução duradoura e escalável vai demandar participação e engajamento com nossos parceiros ao longo da cadeia de fornecimento, de produtores a clientes, com compensação aos produtores que no fim das contas terão que abdicar de seu direito de produzir na terra que possuem e preservam. Esse é o motivo pelo qual nós trabalhamos por meio de associações, e iniciativas como o Soft Commodities Forum, e em parcerias indiretas com nossos pares na cadeia de fornecimento para garantir sucesso em toda a indústria. A Bunge continuará trabalhando para promover as melhores práticas de mercado e para desenvolver modelos práticos e sustentáveis. Isso é parte de nossa estratégia, e nós vamos continuar comprometidos com essa jornada.

Por Redação