Câmara de VG instaura Comissão para investigar quebra de decoro de Jânio Calistro

VG Notícias

image

VG Notícias

A Câmara Municipal de Várzea Grande instaurou a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a quebra de decoro parlamentar que resultou na prisão preventiva e no consequente indiciamento do vereador Jânio Calistro (PSD), acusado de envolvimento com o tráfico de drogas no município. A Portaria nº 001/2020, presidida pela vereadora Gisa Barros (PSB), foi divulgada na manhã desta quarta-feira (26.02), no Diário Oficial dos Municípios (AMM).

Matéria relacionada – Vereador Jânio Calistro é preso acusado de envolvimento com traficantes em VG

Vereador de VG teria planejado roubar drogas de bolivianos e esconder em caixa d’agua, apontam escutas

De acordo com a Portaria, o vereador relator, Carlos Garcia (PSB) deve solicitar cópia integral do inquérito policial, instaurado pela Delegacia de Repressão de Entorpecentes (DRE), solicitar que os delegados e policiais que atuaram na operação sejam ouvidos, assim como juntar aos autos as matérias veiculadas pela imprensa noticiando a respeito dos fatos.

Calistro deve ser notificado, e tem o prazo de 10 dias para apresentar defesa e arrolar testemunhas.

“Após a execução das providencias acima ordenadas, voltem-me os autos conclusos para ulteriores deliberações”, diz trecho da Portaria. A Portaria foi publicada com data do dia 20 de fevereiro.

Entenda o caso – O vereador Jânio Calistro (PSD), foi preso no dia 19 de dezembro de 2019, durante a operação “Cleanup” deflagrada pela Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes, da Polícia Judiciária Civil. Ele é acusado de associação a um grupo de traficantes que agiam em Várzea Grande. Ainda durante a operação, mais 22 pessoas ligadas ao tráfico foram presas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *