Cena de sexo a 3 é cortada de filme

Uma cena de sexo a três entre os personagens de Marjorie Estiano, Lee Taylor e Hermila Guedes foi cortada do filme “Paraíso perdido”, porque o resultado não agradou a diretora, Monique Gardenberg. A sequência chegou a ser gravada.

O filme “Violência e paixão”, do diretor italiano Luchino Visconti, serviu de inspiração. No longa de 1974, uma versão em italiano de “A distância”, de Erasmo e Roberto Carlos, embala uma cena de “ménage à trois”.

Na releitura para o filme brasileiro, porém, “faltou erotismo”, explicou a cineasta ao lançar o filme em São Paulo, nesta segunda-feira (28). “Não ficou bom. Não ficou erótico, ficou belo. E o filme pede mais erotismo. Por isso tirei. Alguém brincou que eu deveria ter colocado nos créditos”, contou a diretora, conhecida principalmente por “Ó paí, ó” (2007).

“Cenas de sexo são muito difíceis, tanto para os atores quanto para o diretor, que não quer parecer vulgar. Imagine com três”, completou.

Na história, guiada por clássicos da música brega, Milene (Marjorie) e Eva (Hermila) se apaixonam na cadeia. Ao saírem da prisão, passam a viver um romance triplo com Odair (Lee).

Com estreia marcada para esta quinta (31), o filme conta as histórias de amor dos membros de uma família que administra uma boate em São Paulo. Erasmo Carlos, Seu Jorge, Humberto Carrão, Julia Konrad, Julio Andrade e Jaloo também estão no elenco.

Por G1