Ceni demonstra preocupação com Diego Alves para sequência de jogos decisivos

O Flamengo venceu a LDU por 3 a 2, em Quito, no Equador, na terça-feira, e se manteve invicto na Copa Libertadores com 100% de aproveitamento, liderando o Grupo G e muito perto da classificação antecipada às oitavas de final. No entanto, apesar de tantos motivos para comemorar, o técnico Rogério Ceni tem uma dor de cabeça pela frente para a sequência de jogos que o time terá, a começar pelo Campeonato Carioca.


O goleiro Diego Alves foi substituído no intervalo e, com isso, Hugo Souza assumiu o gol. Por meio de uma nota oficial, o Flamengo informou que o titular sentiu um desconforto muscular e, como precaução, não retornou ao gramado. Em entrevista coletiva, Rogério Ceni se demonstrou preocupado e aguarda a reavaliação do jogador.

“Com relação ao Diego (Alves), nós conversamos no vestiário. Ele estava na dúvida (se voltaria). Eu não posso dizer que é uma lesão, pode ser uma fibrose ou algo assim. Vamos analisar melhor no Rio de Janeiro”, afirmou o treinador rubro-negro.

Agora, o Flamengo vira a chave e foca no Campeonato Carioca. Encara neste sábado o Volta Redonda pelo segundo jogo da semifinal, às 21h05, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. No primeiro confronto, fora de casa, vitória por 3 a 0, o que garante uma grande vantagem.

Rogério Ceni disse que agora é momento para descansar. “Aqui a gente tenta vencer o próximo jogo. Independente de qual campeonato, independente contra quem seja. Agora eu não vou ter condições de falar do jogo de sábado, acabando o jogo com todos os atletas que participaram exaustos. É preferível fazer uma avaliação a partir de quinta-feira, quando estivermos no Rio de Janeiro recuperando os jogadores. Sexta-feira começamos a montar a equipe que enfrenta o Volta Redonda no sábado”, finalizou.

Pela Libertadores, o próximo compromisso é na terça-feira da semana que vem contra o Unión La Calera, no Chile, às 21h30 (de Brasília).