Ciro Gomes ataca Bolsonaro e dispara: “Vou te enfrentar, presidente canalha”

Montagem

image

O ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT) utilizou suas redes sociais nesta sexta-feira (28.02), para criticar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Em um vídeo publicado em seu Twitter, Ciro afirmou que Bolsonaro mente e ataca as instituições democráticas.

“Bolsonaro está mentindo para a população brasileira e está atacando as instituições democráticas porque ele é um camarada que simplesmente não sabe o que fazer com o gravíssimo problema que ele herdou do Brasil q que, equivocado, está transformando essa crise que ele recebeu em uma verdadeira ameaça à integridade nacional brasileira”, afirmou Ciro Gomes.

Ele ainda acusou Bolsonaro de “excitar a população brasileira contra as instituições democráticas”, ao se referir ao vídeo compartilhado por Bolsonaro em que ele estaria convocado apoiadores a manifestarem contra o Congresso Nacional, no próximo dia 15 de março.

Além de Bolsonaro, Ciro afirmou que também irá enfrentar a família do presidente, bem como todos aqueles que atacarem ou tentarem atacar a Constituição, que, segundo ele, mesmo com todos os defeitos, é o “refúgio por onde as liberdades públicas podem, devem e serão defendidas”.

“Atenção senhor Jair Messias Bolsonaro, canalha mor: as instituições brasileiras serão defendidas. Nem todo mundo tem compromisso com o lulopetismo corrompido. Eu sou limpo, eu tenho vida limpa, eu tenho coerência e vou te enfrentar, presidente canalha, sua família de canalhas e aqueles que, traindo a nação brasileira e o seu juramento, vão atacar ou tentar atacar a Constituição Brasileira”, declarou.

Em outro vídeo, também publicado nesta sexta em seu Twitter, Ciro se dirige aos apoiadores do atual presidente da República. “Deixa eu lembrar para você, especialmente você que, sendo simpatizante do Bolsonaro, não perde o meu respeito por isso, eu respeito muito todo mundo”.

Em seguida, o ex-governador elenca os votos de Bolsonaro em relação ao Plano Real, congelamento dos gastos com saúde, educação, segurança pública e investimentos. “Bolsonaro, portanto, foi tudo o que ele foi de ruim por 28 anos como deputado federal”.

O pedetista afirma também que, enquanto parlamentar, Bolsonaro desviou dinheiro de seu gabinete, ao manter empregados seis funcionários fantasmas. Ainda, segundo o ex-candidato à Presidência, por conta disso, Bolsonaro não tem “moral” alguma para criticar o Congresso Nacional.

“O Bolsonaro que faz o discurso da moralidade é um corrupto. Jair Messias Bolsonaro, esse que ocupa a presidência do Brasil, desviava o pouco dinheiro que havia no seu gabinete. Bolsonaro tinha seis funcionários fantasmas, que assinavam recibo e ele botava o dinheiro no bolso. Isso aqui tudo estou dizendo sob o peso da minha responsabilidade. Portanto, se o Congresso Nacional Brasileiro tem graves defeitos, a corrupção de uma parte dele e o descompromisso com a questão dos pobres, a última pessoa do Brasil que tem autoridade moral para denunciar isso chama-se Jair Messias Bolsonaro”, afirmou Ciro Gomes.

Veja vídeos