Colheita de soja em Mato Grosso chega a 23% da área; fretes aumentam

Mato Grosso avançou 11 pontos percentuais na colheita de soja e supera 23% das áreas colhidas até agora, mas bem abaixo se comparado com mesmo período do ano passado. As chuvas, com elevados volumes, vem atrasando a colheita principalmente na região Centro-Sul do Estado, que aponta o menor percentual colhido e o menor avanço semanal dentre as regiões: 12,57% e 5,45 pontos percentuais, respectivamente.A região do Mato Grosso conhecida como Nordeste, deve se tornar em mais três safras, na segunda maior produtora de soja do Mato Grosso.

Foto – Arquivo AGR.

Com relação às regiões, o destaque fica com a Oeste, que conseguiu avançar 20,34 pontos percentuais na média semanal, totalizando 35,24% das áreas colhidas. A informação foi divulgada, esta tarde, pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária.

Além das preocupações com relação à umidade no campo, as questões de logística e escoamento também chamam atenção nesse período de forte demanda por caminhões, pois a oferta pode ser apertada, o que vem preocupando o mercado e impulsionando os preços dos fretes em Mato Grosso”, aponta o IMEA.

O instituto apurou que de Sorriso ao porto em Paranaguá a tonelada foi para R$ 315 em média (aumento de 26% na variação mensal). De Sorriso a Rondonópolis R$ 152 ( variação de 90%). De Canarana a Santos (SP), a tonelada está em R$ 278 (variação mensal de 26,94%)

Por Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *