Com cenário de apreensão entre as indústrias, cadeia do trigo paulista volta a se reunir no fim da safra

Reunião da Câmara Setorial debaterá os desafios enfrentados ao longo do ano e levantará volume de produção do grão no estado em 2020

Aproximando-se do final da colheita da safra 2020 de trigo no estado, a Câmara Setorial de Trigo de São Paulo volta a se reunir no dia 12 de novembro, das 9h30 às 11h30, para o último encontro do ano, que devido a pandemia da Covid-19, será realizado de forma remota.

O encontro virtual reunirá diferentes representantes da cadeia do trigo paulista para a apuração dos números finais da produção no estado, que serão apresentados pelas quatro maiores cooperativas de São Paulo, Cooperativa Agro Industrial Holambra, Castrolanda, Capal e a Cooperativa Agrícola de Capão Bonito.

“Tínhamos a expectativa de um volume recorde para a produção nos campos paulistas, com estimativa de números acima das 300 mil toneladas. A partir da apresentação dos resultados das cooperativas durante o encontro saberemos se essa projeção se concretizou”, afirma o presidente da Câmara Setorial do Trigo de São Paulo, Victor Oliveira.

Além disso, serão debatidos os desafios da indústria frente aos elevados custos do trigo, principalmente com os impactos no câmbio provocados pela pandemia do coronavírus nos últimos meses. “Havia uma expectativa da indústria para um arrefecimento no preço da matéria-prima nos meses de setembro e outubro, durante a colheita, contudo, devido a uma grande mudança no patamar do trigo internacional, aliado às incertezas no mercado financeiro global, Covid, elevada cotação do dólar e um produtor nacional extremamente capitalizado, a previsão de queda no trigo não ocorreu”, explica.

Segundo Oliveira, neste cenário a indústria seguiu perdendo margem à medida que não conseguiu repassar esta alta ao consumidor final. “Podemos afirmar que esta alta no custo ao longo do ano de 2020 está em cerca de 60% no acumulado”, reforça.

Para que o setor possa se preparar quanto às projeções do mercado para o final deste ano e início de 2021, a reunião conta ainda com uma apresentação da representante da COFCO, Maria Fernanda, sobre a conjuntura do trigo mundial e nacional.

“Aproximar o setor industrial do produtivo é muito importante para o bom desenvolvimento de toda a cadeia do trigo, pois temos a oportunidade de dividir os desafios e os anseios de cada setor, com uma visão mais concisa do caminhar do mercado. Essa reunião é um exemplo disso, pois sairemos com os números de produção do grão no estado, além de entender como foi o processo produtivo ao longo dos últimos meses”, finaliza o presidente.

Os interessados em acompanhar a reunião devem acessar o seguinte link: https://us02web.zoom.us/j/85294026559 ID da reunião: 852 9402 6559

Fonte: Attuale