Comea em Mato Grosso vacinao de mais de 30 milhes de animais contra a febre aftosa

O Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea) realizou o lançamento da campanha na propriedade do vice-presidente da Associação dos Criadores de Gado de Mato Grosso, Amarildo Merotti.

 

O produtor deve vacinar todo o rebanho bovino e bubalino, de mamando a caducando, de 0 a 24 meses, entre os dias 1 e 30 de novembro. Mato Grosso conta com o maior rebanho do Brasil: são mais de 30 milhões de animais que devem ser vacinados.

 

Após a imunização do rebanho, o produtor deve fazer a declaração da vacinação com a contagem dos animais por idade e sexo, juntamente da Nota Fiscal da compra das vacinas e apresentar no Indea do seu município ate o dia 10 de dezembro.

 

A multa para quem deixar de vacinar o rebanho dentro do período da campanha é de 1 UPF (Unidade Padrão de Fiscal) por cabeça de gado não vacinado. O produtor que atrasar a comunicação fica impossibilitado de emitir a Guia de Trânsito Animal (GTA) por um período mínimo de 30 dias.

 

Vacina 2 ml

 

A vacina contra a febre aftosa teve dose reduzida de 5 ml para 2 ml na vacinação de bovinos e bubalinos. Os fabricantes aceitaram fazer alterações na composição e volume de dose de imunização da vacina, atendendo demanda da cadeia produtiva.

 

“Seis entidades do agronegócio, entre elas a Acrimat, pediram mudança na composição da vacina contra febre aftosa aplicada em todo rebanho bovino do país, pois entendíamos que a alteração se fazia necessária para evitar que reações à vacina continuassem a trazer prejuízos ao produtor rural e às indústrias frigoríficas do setor”, explica o presidente da Acrimat, Marco Túlio Duarte Soares.

 

 

Fonte      https://www.midianews.com.br/m7hct1_redacao/conteudos/novo.php?parent=4

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *