Copa e eleições podem adiar cronograma de desligamento do sinal analógico, diz Anatel

O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Juarez Quadros, afirmou nesta quarta-feira (23) que o desligamento do sinal analógico de TV pode ser adiado por causa da Copa e das eleições.

Segundo Quadros, nos locais onde não for atingido o índice de 90{ce2551fde2e1a4b26c8301536bdeec1ec9d30bdaca74ae8a9a9dcfce14bbd35b} de residências aptas a receberem o sinal digital e o desligamento estiver programado para uma data muito próxima à Copa ou às eleições, o corte do sinal analógico deve ficar para depois desses eventos.

“Se não deu 90{ce2551fde2e1a4b26c8301536bdeec1ec9d30bdaca74ae8a9a9dcfce14bbd35b} [de residências aptas a receber o sinal digital], não dá para desligar no meio da Copa. É meio arriscado”, disse.

Copa

Na programação da agência, o desligamento nas cidades de Aracaju (SE), Belém (PA), João Pessoa (PB), Maceió (AL), Manaus (AM), Natal (RN) e Teresina (PI) está programada para 30 de maio, sendo que a Copa começa no dia 14 de junho.

Já o desligamento nas cidades de Boa Vista (RR), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Macapá (AP), Palmas (TO), Porto Velho (RO), Rio Branco (AC) está programado para 14 de agosto, sendo que o horário eleitoral gratuito começa no dia 31 de agosto.

O presidente da Anatel explicou que, normalmente, a agência pode estender em duas ou três semanas o prazo para o desligamento até que a cidade atinja o índice de 90{ce2551fde2e1a4b26c8301536bdeec1ec9d30bdaca74ae8a9a9dcfce14bbd35b}. Entretanto, para não não prejudicar a transmissão dos jogos da Copa e da propaganda eleitoral, esse prazo pode ser maior nessas cidades.

“Se for passar por um período mais longo até atingir 90{ce2551fde2e1a4b26c8301536bdeec1ec9d30bdaca74ae8a9a9dcfce14bbd35b}, é preferível deixar pelo menos passar [a Copa ou as eleições]”, explicou, o presidente da Anatel.

 

Por G1-MT