DEM respeita opinio do Cidinho, mas ter candidato em Cuiab

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin-top:0cm;
mso-para-margin-right:0cm;
mso-para-margin-bottom:10.0pt;
mso-para-margin-left:0cm;
line-height:115%;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-language:EN-US;}

O presidente do DEM em Cuiabá Alberto Machado, o Beto Dois a Um, minimizou uma recente declaração do ex-senador Cidinho Santos (PL), que defendeu apoio do grupo político do governador Mauro Mendes (DEM) a um eventual projeto de reeleição do prefeito da Capital Emanuel Pinheiro (MDB).

 

O posicionamento de Cidinho – que é um dos principais aliados do governador, tendo inclusive coordenado a campanha que conduziu o democrata ao Paiaguás – foi visto por muitos como um sinal de que Mendes aceitaria uma composição com o atual prefeito na eleição de outubro deste ano.

 

Fato este veementemente descartado pelo presidente do partido: “Temos muito carinho pelo Cidinho. Ele é meu amigo, assim como é amigo do Mauro e foi fundamental na campanha do ano passado, mas o DEM tem uma posição definida há algum tempo. Teremos candidatura própria em 2020”, disse Beto.

 

Ele pode ter esse entendimento e o DEM respeita. Mas temos essa questão como pacificada. O partido terá candidatura própria em Cuiabá, assim como terá em Várzea Grande e outros municípios

Ao MidiaNews, ele afirmou ter a certeza de que, no momento adequado, Cidinho terá a clareza de entender o posicionamento do Democratas e saberá respeitar a decisão do partido.

 

“Ele pode ter esse entendimento e o DEM respeita. Mas temos essa questão como pacificada. O partido terá candidatura própria em Cuiabá, assim como terá em Várzea Grande e outros municípios do Estado”, afirmou o presidente.

 

“Sem lógica”

 

Beto também colocou xeque reiteradas declarações do prefeito Emanuel Pinheiro, dando conta de que a maior parte daqueles que estão no entorno do governador defendem a aliança entre o MDB e o DEM.

 

“Tivemos uma reunião no final do ano e estavam lá Dilmar Dal Bosco, Eduardo Botelho, Jaime Campos, Julio Campos, Fabio Garcia, o ex-deputado Adriano Silva. E todos alinhados no sentido de candidatura própria”, disse.

 

“Não vejo lógica nesse assunto [declarações do prefeito]. Se tivesse na reunião do DEM uma discordância quanto a isso, tudo bem. Mas não houve. E essa reunião foi há 20 dias. Não deve ter mudado muita coisa entre o natal e o réveillon”, acrescentou o presidente.

 

Leia mais sobre o assunto:

 

Emanuel: “Cidinho é prova de que entorno de Mauro está comigo”

 

Aliado de Mendes, ex-senador defende reeleição de Emanuel