Dilmar diz ter interesse na vaga ao Senado, mas não brigará com Julio Campos

VG Notícias

image

O deputado estadual, Dilmar Dal Bosco (DEM) afirmou nesta quarta-feira (12.02) ter interesse em disputar a vaga da senadora cassada Selma Arruda (Podemos), no Senado Federal, entretanto, irá apoiar o ex-governador Julio Campos (DEM) caso ele seja o representante do Democratas na eleição suplementar.

“Com toda certeza eu jamais queria, e não vou fazer de forma nenhuma, competir dentro do meu partido com uma das pessoas que eu admiro muito e tenho orgulho de sempre estar ao lado no Democratas, que é o ex-governador e ex-senador Julio Campos”, afirmou.

Em janeiro, Julio Campos disse ao que haveria uma pesquisa para saber qual candidato teria mais viabilidade para encabeçar a chapa ao Senado. Entretanto, para Dilmar, como jamais houve uma disputa interna no DEM para definir qualquer candidato, esse estudo não teria necessidade alguma.

Leia mais – Partidos se unem para enfrentar candidato do agronegócio ao Senado

Segundo ele, seu interesse pela vaga é movido pelo fato de que jamais houve um senador vindo da sua região, em Sorriso (398 km de Cuiabá), no norte do Estado.

“Vontade eu tenho, até porque sou de uma região grande, uma região que nós temos 700 mil eleitores. Nós não temos nenhum senador da república, nunca tivemos e poderia ser uma possibilidade. O que impede hoje, talvez, é que se no partido tem uma disputa, com toda certeza, eu vou respeitar o partido em primeiro lugar, o nosso diretório e aí vou avaliar junto com o senador Julio Campos”, declarou.

De acordo com o calendário interno definido pelo partido, os filiados que têm interesse em disputar o cargo de senador poderão manifestar o interesse pela vaga até a próxima sexta (12). Quanto à pretensão de oficializar sua vontade, Dilmar afirmou que irá conversar com o presidente do DEM em Mato Grosso, o ex-deputado federal Fábio Garcia.