Eleição em abril, Cidinho fica fora da disputa ao Senado

Agência Senado

Cidinho Santos

Ex-senador Cidinho Santos

Com a definição do calendário para eleição ao Senado em abril, o ex-senador Cidinho Santos (PL) fica fora da disputa e o presidente Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Neurilan Fraga (PL), pode receber seu apoio.

A Resolucão que definiu a data da eleição suplementar para abril, será levada para votação no Plenário do Tribunal Regional Eleitoral (TREMT), no próximo dia 20, quando os magistrados terão a primeira sessão do ano após o recesso forense.

Ao , Cidinho confirmou nesta quarta-feira (08.01), que com a definição da data da eleição suplementar  em abril, momentaneamente causaria dificuldades, por conta de sua empresa ter assinado um Compliance e estar em processo de renovação de contrato com um grupo empresarial.

“Então, momentaneamente não poderia nem falar em política. Se a eleição acontecesse em outubro ainda daria tempo. Mais em Abril para mim é difícil”, justificou Cidinho.

Pretensos candidatos – Continuam tentando viabilizar candidaturas ao Senado: Neurilan Fraga (PL), Carlos Fávaro (PSD) Júlio Campos (DEM), Nilson Leitão (PSDB), Adilton Sachetti (PRB-MT), Gisela Simona (PROS), José Medeiros (PODE), Nelson Barbudo (PSL), Antônio Galvan e o vice-governador Otaviano Pivetta (ambos do PDT).