Energisa doa 100 cilindros de oxigênio ao governo de Mato Grosso

Ainda hoje, a Energisa levará os cilindros para Sinop, e de lá serão encaminhados às unidades hospitalares definidas pelo Governo

Empenhada em contribuir para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a Energisa Mato Grosso reforça parceria com o governo do Estado e Assembleia Legislativa e doa 100 cilindros de oxigênio ao governo do Estado. Os equipamentos, essenciais para o tratamento dos doentes graves, serão destinados a hospitais de referência no tratamento da doença em diferentes municípios. A doação foi formalizada pelo diretor presidente da Energisa Mato Grosso, Riberto José Barbanera, nesta terça-feira (23.03), no gabinete do governador Mauro Mendes, com a presença dos secretários de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, da Casa Civil, Mauro Carvalho, e de Fazenda, Rogério Gallo.

A doação faz parte do Movimento Energia do Bem, uma rede de solidariedade liderada pelo Grupo Energisa, em parceria com entidades de vários estados onde a empresa atua, e desde o ano passado realiza ações para minimizar os impactos da Covid-19 sobre a população. Além da doação, a Energisa fará o transporte dos equipamentos, ainda hoje, até a cidade de Sinop (distante 500 km de Cuiabá), e de lá apoiará na logística necessária para distribuição até as demais cidades.

O diretor-presidente da Energisa, Riberto José Barbanera, lembra que desde o início da pandemia a Energisa contribui com ações para prevenção, combate e tratamento da covid-19 e que diante do atual cenário entende a necessidade de estar ainda mais presente. “A Energisa não poderia ficar inerte ao cenário, e dentro do papel social que cumprimos, além de distribuir energia, atendemos prontamente ao pedido do governo do Estado e da Assembleia Legislativa e rapidamente nos movimentamos para concretizar essa doação”.

Riberto afirma que a empresa está atenta às demandas da sociedade e mantém várias ações, iniciadas no ano passado, para minimizar os impactos da pandemia. Outra iniciativa é a maior atenção ao fornecimento de energia aos locais onde estão sendo armazenadas e aplicadas a vacina contra covid. Existe um plano de ação especial para garantir o abastecimento elétrico nesses locais e caso haja alguma eventualidade, as equipes estão preparadas para atender o mais rápido possível.

Sobre a doação da Energisa, o governador Mauro Mendes diz que ela representa um ato de solidariedade, compromisso e cidadania da empresa. “Vivemos um momento de grande perturbação mundial na saúde pública, que afeta o Brasil e Mato Grosso e o mínimo que esperamos é a cooperação de todos e das empresas cidadãs. Ficamos muito agradecidos com este ato da Energisa”.

O secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo, ressalta a importância da doação ao explicar que há unidades hospitalares que não dispõem de rede de infraestrutura de gás e oxigênio e que o atendimento aos pacientes é feito com os cilindros, que neste momento está em quantidade insuficiente para atender a demanda na velocidade necessária. “É louvável e reconhecemos o esforço da Energisa, o espírito de cooperação para ajudar no enfrentamento da pandemia, como já fez em outras oportunidades com a doação de EPIs e respiradores. A empresa tem demonstrado assertividade nessas decisões e agora socorre o Estado e os municípios mais desfavorecidos e distantes”.

Conheça as ações do Energia do Bem

O Movimento Energia do Bem é uma iniciativa é do Grupo Energisa, que atua na distribuição de energia elétrica em 11 estados. Desde sua criação promoveu mais 40 ações no país para o enfrentamento da crise humanitária provocada pela Covid-19, com a destinação de mais de R$ 8 milhões em ações de combate, prevenção e tratamento da doença.

Em Mato Grosso, o Movimento desenvolveu uma série de ações. Entre as primeiras estão melhorias na rede elétrica no Hospital Metropolitano de Várzea Grande, e a doação de 300 máscaras N95 ao Hospital Estadual Santa Casa em Cuiabá. Além disso, outras 30 mil máscaras de TNT foram compradas do Senai MT e distribuídas aos colaboradores e equipes de campo que têm contato direto com o cliente. Também em parceria com o Senai MT, fez transporte e a calibração de respiradores pulmonares que estavam em manutenção. Contabiliza ainda a doação de mais de 300 doses de vacina H1N1 (Influenza) ao Serviço de Atendimento Especializado (SAE), administrado pela prefeitura de Cuiabá.

Em parceria com a Unesco e a associação Shotokan foram entregues cestas de alimentos na ação humanitária de combate à fome, com o atendimento de mais de 500 famílias.
Em um ano, mais de 1000 cestas básicas foram doadas pela empresa em Mato Grosso. Uma das entregas mais recentes ocorreu em fevereiro, quando instituições de acolhimento em Cuiabá e Várzea Grande receberam mais de 120 cestas de alimentos

Internamente, a empresa mobilizou os colaboradores, que participaram de uma campanha de financiamento coletivo de apoio a asilos, em que para cada real doado, a empresa acrescentou mais R$ 1. Foram arrecadados no total R$ 113.375,00 e beneficiados 31 instituições em 27 cidades.

Ana Carolina, gerente de Assessoria de Projetos da EMT, confere os cilindros para entrega ao Governo

Sobre a Energisa

Com 116 anos de história, o Grupo Energisa é o 5º maior em distribuição de energia elétrica. Uma das primeiras empresas a abrir capital no Brasil, a companhia controla 11 distribuidoras em Minas Gerais, Paraíba, Rio de Janeiro, Sergipe, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, São Paulo, Paraná, Rondônia e Acre. Com receita líquida anual de R$ 16,9 bilhões (ano 2019), o Grupo atende a 7,8 milhões de clientes (o que representa uma população atendida de aproximadamente 20 milhões de pessoas) em 862 municípios de todas as regiões do Brasil, além de gerar cerca de 20,5 mil empregos diretos e indiretos.

Com a missão de transformar energia em conforto, desenvolvimento e oportunidades de forma sustentável, responsável e ética, a Energisa atua com um portfólio diversificado que engloba distribuição, geração, transmissão, serviços para o setor elétrico (Energisa Soluções), serviços especializados de Call Center (Multi Energisa), comercialização de energia (Energisa Comercializadora) e soluções em energias renováveis (Alsol)

Por Redação