Estudantes da UFMT fecham avenida em Cuiabá

Alunos da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), protestaram na Avenida Fernando Corrêa da Costa, em Cuiabá, nesta segunda-feira (4). O universitários se manifestaram contra o aumento das refeições no Restaurante Universitário (RU).

O protesto ocorreu mesmo após a suspensão do reajuste, anunciada em maio pela reitoria.

Eles bloquearam uma das pistas da avenida de Cuiabá com faixas, cartazes e cadeiras. Com a chegada da polícia, entretanto, a via foi desbloqueada.

Uma reunião com a reitoria estaria marcada para a esta segunda-feira. Segundo os estudantes, entretanto, o encontro não foi realizado. O G1 tentou, mas não conseguiucontato com a reitoria da UFMT.

Segundo uma das organizadora movimento, que não quis se identificar, os estudantes declararam greve geral no dia 8 de maio, por tempo indeterminado, em defesa da manutenção do valor no RU.

Mudanças

De acordo com UFMT, os alunos com renda superior a R$ 1,4 mil passarão a pagar, a partir de março deste ano, o valor integral do vale-refeição. Estudantes dos campi de Sinop, Araguaia e Rondonópolis, aderiram à greve.

O movimento estudantil ocupaou blocos da instituição nessas cidades desde o final do mês de abril.

 

Por G1-MT