Ex-presidente da Petrobras tem aposentadoria cassada por infrações administrativas

Reprodução

image

A Controladoria-Geral da União (CGU) cassou a aposentadoria do ex-presidente da Petrobras José Sérgio Gabrielli, como professor da Universidade Federal da Bahia. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União da terça-feira (24), mas foi assinada pelo ministro da CGU, Valmir Gomes Dias, em 20 de dezembro.

O processo administrativo disciplinar ocorreu devido a casos de improbidade administrativa, lesão aos cofres públicos e dilapidação do patrimônio nacional durante o período em que ele foi presidente da companhia, de 2005 até 2012. 

No entanto, não há informações que detalhem as infrações, apenas que o processo teve início em 2015. Não se sabe se a decisão tem relação com um processo administrativo na CGU do qual Gabrielli era alvo. O órgão apontou prejuízo de US$ 659,4 milhões na compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, pela Petrobras quando ele era presidente da empresa.