Fórum Agro MT se reúne com comissão da agricultura da ALMT e Seplag para debater zoneamento

Lideranças destacaram importância da aproximação das entidades para discussão da pauta

Debater sobre o Zoneamento Socioeconômico Ecológico – ZSEE/MT e os impactos que esse projeto pode causar no agronegócio e em outros segmentos continua como uma das prioridades de trabalho do Fórum Agro MT. Na segunda-feira (26), o presidente do Fórum Agro MT, Itamar Canossa e o diretor executivo Xisto Bueno cumpriram agenda com o poder legislativo e executivo para tratar do assunto.

Na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), o Fórum Agro se reuniu com o deputado estadual e recentemente empossado presidente da Comissão Agropecuária, Desenvolvimento Florestal e Agrário e Regularização Fundiária, da ALMT, Eduardo Botelho.

“Queremos manter uma relação muito próxima com as entidades que compõem o Fórum Agro e com outras associações que fazem parte do agronegócio, principalmente para buscarmos um consenso no projeto do Zoneamento. É muito importante essa discussão em torno do zoneamento para que possamos aperfeiçoar este projeto”, explicou Botelho.

Durante a tarde o encontro foi na Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag-MT), responsável pelo andamento e análise das propostas enviadas.

“Foi uma reunião muito positiva, conseguimos explicar diversos pontos de dúvidas em relação ao Zoneamento Socioeconômico Ecológico, além de tratar da fase de consulta pública e o andamento das ações realizadas pelo Governo até aqui. Importante ressaltar que com essa reunião foi possível compreendermos melhor a preocupação do agro em relação ao zoneamento e conseguimos estabelecer aqui um canal de comunicação extremamente profissional e que ajudará nas próximas fases do projeto”, destacou o Secretário Adjunto de Planejamento e Gestão de Políticas Públicas, Sandro Luis Brandão Campos.

De acordo com o diretor executivo do Fórum Agro MT, Xisto Bueno, a agenda de encontros foi produtiva e trará bons frutos para o segmento. “Tivemos a oportunidade de compartilhar com o Legislativo e o Executivo as nossas impressões e angústias referentes ao projeto de zoneamento. O Fórum Agro foi muito bem recebido e foi reforçada a busca comum por um projeto de zoneamento que cumpra sua função ecológica sem perder o foco do social e do econômico”, pontuou.

O Fórum Agro MT é formado pela Acrimat (Associação dos Criadores de Mato Grosso), Acrismat (Associação dos Criadores de Suínos de Mato Grosso), Ampa (Associação Mato-Grossense dos Produtores de Algodão), Aprosmat (Associação dos Produtores de Sementes de Mato Grosso) e Famato (Federação de Agricultura do Estado de Mato Grosso).Fonte: Assessoria

POR REDAÇÃO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *