quarta-feira , 20 outubro 2021
Gabigol é suspenso pelo STJD por dois jogos

Gabigol é suspenso pelo STJD por dois jogos

Nesta sexta-feira, em sessão virtual, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) suspendeu o atacante Gabriel por duas partidas por comportamento desrespeitoso contra a arbitragem na partida contra o Internacional, realizada em 8 de agosto, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, pelo Campeonato Brasileiro.

O atacante do Flamengo foi denunciado por duplo desrespeito contra o árbitro paranaense Paulo Roberto Alves Júnior e acabou punido com uma partida por bater palmas contra a decisão do juiz e em mais uma pelas palavras ditas ao deixar o campo de jogo. O clube carioca deve recorrer da decisão tomada pela 5.ª Comissão Disciplinar do STJD e chegar ao Pleno.

A Procuradoria enquadrou Gabriel duas vezes no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), punindo uma “conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva”, além de desrespeito aos membros da equipe de arbitragem, ou reclamação desrespeitosa contra suas decisões. O advogado Michel Assef pediu absolvição do atacante, mas a maioria dos auditores da Comissão decidiu punir o jogador.

No segundo tempo da partida contra o Internacional, Gabriel recebeu o segundo cartão amarelo por bater palmas, diversas vezes, em direção ao árbitro. Enquanto deixava o campo de jogo, o atacante rubro-negro ainda disse: “Isso é uma piada! Por isso que o futebol brasileiro é essa várzea!”, palavras que foram ouvidas pelo árbitro assistente.

Nas redes sociais, torcedores do Flamengo expressaram a sua revolta com a suspensão de Gabriel e lembraram da falta de punição ao atacante Diego Souza e ao meia Hernanes.

O jogador do Grêmio tirou o cartão amarelo da mão do árbitro mineiro Ricardo Marques Ribeiro durante a partida contra o Corinthians, indignado com a não expulsão do goleiro Cássio. Já o do Sport peitou o alagoano Denis da Silva Ribeiro Serafim contra o Athletico-PR e, depois, recebeu cartão vermelho por reclamação. Após o jogo, o ex-São Paulo criticou a CBF e cobrou mais profissionalismo da entidade.


Verifique também

Torcedor do Manchester City corre risco de morte após ser agredido na Bélgica

Torcedor do Manchester City corre risco de morte após ser agredido na Bélgica

Um torcedor belga do Manchester City corre risco de morte depois de ter sido violentamente …