Hacker tenta envenenar água fornecida em cidade da Flórida

Um pirata informático aumentou os níveis de hidróxido de sódio com o intuito de provocar um envenenamento em massa. Supervisor da central de tratamento de águas percebeu algo estranho no sistema de água e reverteu a ação

Um hacker conseguiu acessar remotamente à central de tratamento de águas de Oldsmar, uma cidade da Flórida, e tentou envenenar a água fornecida à população, segundo o Tampa Bay Times. As autoridades locais e federais estão investigando o caso.

Na última sexta-feira, o hacker conseguiu, por breves momentos, aumentar a quantidade de hidróxido de sódio na água por um fator de mais de 100, explicou hoje o chefe da polícia de Pinellas County, Bob Gualtieri.

O hidróxido de sódio é utilizado em pequenas quantidades para controlar a acidez na água, mas também é um composto corrosivo que, em grandes quantidades, pode causar irritações na pele, queimaduras e outras complicações.

Um supervisor da central de tratamento de águas percebeu as alterações substanciais nas medições do químico e rapidamente reverteu a ação do hacker. Uma intervenção que evitou um envenenamento em massa da população de Oldsmar.

“Em nenhum momento houve um efeito adverso na água tratada. Mais importante, as pessoas nunca estiveram em perigo”, salientou Bob Gualtieri. As autoridades norte-americanas indicaram que a central tinha ainda outras medidas de salvaguarda que teriam detectado a alteração nos níveis de hidróxido de sódio e teriam evitado o pior.

A central de tratamento de águas de Oldsmar fornece água a diversas empresas e a cerca de 15 mil habitantes da cidade.

Por Redação