Homens armados invadem fazenda de VG e mantêm funcionário refém

PM/MT

image

Cinco suspeitos armados, e ainda não identificados, invadiram uma fazenda e mantiveram os funcionários reféns nessa quinta-feira (23.01), em Várzea Grande. A fazenda foi identificada como Vale Verde.

De acordo com a Polícia Militar, a guarnição foi acionada e informada via Centro Integrado de Operação de Segurança Pública (Ciosp) que estaria ocorrendo um assalto seguido de sequestro e cárcere privado, em uma região de Zona Rural do município.

No local, os militares foram informados pelas vítimas que homens armados com revólver, pistola e espingarda chegaram a pé e logo anunciaram o assalto. Os reféns foram amarrados, exceto um funcionário que os bandidos levaram junto com eles, em veículo Corsa, de cor cinza.

Ainda segundo as vítimas, eles levaram vários objetos da fazenda, sendo duas motosserras, um motor bomba, três TV, uma lixadeira, duas roçadeiras, uma furadeira e um quadriciclo.

Em diligências pelas proximidades, os PMs avistaram o veículo Corsa abandonado em frente a fazenda São Francisco. Diante das suspeitas, os militares adentraram a fazenda a pé, avistando em seguida um veículo Gol com três ocupantes. Esses ao perceberem a presença dos policiais abandonaram o veículo e fugiram a pé.

Na sede da fazenda, foi localizado um funcionário amarrado dentro de um quarto. Ele relatou aos PMs que quatro homens armados anunciaram o roubo, levando seu veículo Gol.

Com o apoio dos policiais do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) a guarnição adentrou o matagal, porém, não logrou êxito em localizar os suspeitos.

Ainda durante as buscas, o funcionário da Vale Verde foi encontrado e contou que ficou cerca de uma hora como refém dos bandidos. Segundo ele, os suspeitos diziam que um sexto indivíduo, em uma caminhonete Hillux estaria dando apoio a eles. E que esse homem levaria os materiais que foram roubados da fazenda.

Até o fechamento do boletim de ocorrência, os suspeitos não teriam sido localizados. Já os veículos e os objetos roubados foram entregues as vítimas.