Johnson & Johnson pede à FDA que autorize uso de emergência da sua vacina

O regulador norte-americano já pediu a conselheiros independentes para analisarem os dados da vacina antes de darem ‘luz verde’ para a sua utilização

A Johnson & Johnson pediu esta quinta-feira à Food and Drug Administration (FDA), o regulador dos Estados Unidos, para aprovar o uso de emergência da vacina que desenvolveu contra a Covid-19, revela a Associated Press.

“O pedido feito hoje para a autorização do uso de emergência da nossa vacina de uma dose para a Covid-19 é um passo crucial para reduzir o fardo da doença para as pessoas no mundo e para acabar com a pandemia”, destacou Paul Stoffels, o responsável científico da Johnson & Johnson.

Os resultados preliminares da vacina da Johnson & Johnson demonstraram que oferece uma proteção forte contra a Covid-19 moderada e severa. A sua eficácia não foi tão elevada como a das vacinas da Pfizer/BioNTech e da Moderna, embora deva ser tido em conta as diferenças na forma como cada uma destas vacinas foram testadas.

A FDA já pediu a conselheiros independentes para analisarem e debaterem todos os dados da vacina da Johnson & Johnson, antes de dar o seu aval à terceira vacina nos Estados Unidos.

Por Redação Minuto