Ladres atrapalhados, delegado afrontoso; veja casos inusitados

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-qformat:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin-top:0cm;
mso-para-margin-right:0cm;
mso-para-margin-bottom:10.0pt;
mso-para-margin-left:0cm;
line-height:115%;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-font-family:”Times New Roman”;
mso-fareast-theme-font:minor-fareast;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;}

O noticiário policial de 2019 foi marcado por muita violência em Mato Grosso. Mas alguns poucos casos inusitados também chamaram a atenção do público.

 

Um dos casos envolveu o delegado que cumpriu mandado de busca na casa do influencer digital Dom Wagner, conhecido pelo bordão “Passar bens”. Na ocasião o policial soltou fogos de artifícios na frente da delegacia e com uma arma e gritou: “Passar mals”.

 

Também chamaram atenção os casos da mulher que defecou na caminhonete ao ser presa, o suspeito de estupro que apanhou de chinelo e também da mulher que tentou adulterar o bilhete da Mega-Sena.

 

Confira as situações que mais deram o que falar:

 

Manteve ex-namorado em cárcere e mordeu policiais

 

Em fevereiro, uma jovem de 20 anos foi presa após manter o ex-namorado, de 24, em cárcere privado e atacar policiais militares, em Nova Mutum (242 km de Cuiabá).

 

De acordo com a Polícia Militar, a mulher estava mantendo a vítima presa dentro da casa havia mais de 15 horas.

 

Durante a tentativa de negociação, a mulher se exaltou e começou a gritar que não iria soltar o rapaz.

 

Em seguida, ela empurrou um dos militares e passou a xingá-lo de “policial vagabundo”. Ela ainda falava que não iria sair sem seu namorado.

 

Em determinado momento, os PMs utilizaram spray de pimenta para tentar conter a jovem, porém ela começou a morder e chutar os policiais.

 

Ela só foi neutralizada após ser atingida com uma arma de choque. O rapaz saiu correndo assim que foi libertado pela Polícia.

 

Leia mais:

 

Mulher é presa após manter ex em cárcere e morder policiais

 

Defecou em caminhonete

 

No dia 2 de março, uma mulher identificada pelas iniciais J. P. S., de 38 anos, foi presa depois de ser pega dirigindo embriagada e em alta velocidade no Centro de Várzea Grande.

 

O curioso foi que, durante a abordagem, a condutora da camionete defecou dentro do carro.

 

De acordo com o boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada depois que populares denunciaram que uma camionete Fiat Toro de cor branca colidiu na traseira de um Chevrolet Onix. Dentro do carro havia duas pessoas. Com o impacto uma delas ficou ferida na região do tórax.

 

Além de ultrapassar o limite de velocidade, a condutor do veículo estaria fazendo movimentos de zigue-zague na pista e fugiu do local do acidente sem prestar socorro. A equipe da PM então avistou a camionete nos arredores da Prefeitura de Várzea Grande e iniciou o acompanhamento.

 

A motorista, ao avistar a viatura, arrancou em alta velocidade. Os policias chegaram a perder o carro de vista, porém com a ajuda de populares conseguiram localizá-la novamente.

 

Segundo o registro da ocorrência, a motorista caiu no chão ao descer do veículo. Os policias descreveram que no momento da abordagem a condutora apresentava sinais visíveis de embriaguez como descoordenação motora, hálito etílico e fala desconexa. Foi identificado também que no momento em que ela saiu do carro sua roupa estava suja de fezes.

 

Ao ser questionada se havia consumido bebida alcoólica, J.P.S. confirmou que bebeu, porém se recusou a realizar o teste do bafômetro.

 

ladrao

Ladrão atrapalhado não consegue tirar televisão da parede

Leia mais:

 

Motorista é pega dirigindo embriagada e defeca em camionete    

 

Foi presa e sorriu para foto

 

Vanessa de Paula e Silva Almeida, de 22 anos, foi presa em março, acusada de esfaquear o namorado, cuja identidade não foi revelada, em Poconé (a 104 km de Cuiabá).

 

Na delegacia, a suspeita confessou o crime com “tom de deboche” e ainda sorriu ao ser fotografada pela Polícia Militar.

 

A vítima foi encontrada caída no meio da rua, ensangüentada.

 

Ao chegarem ao local, testemunhas disseram que ele foi esfaqueado no abdômen pela jovem e que ela ainda estaria na casa dela.

 

Os policiais, então, foram até a casa da suspeita e realizaram a sua prisão. 

 

Leia mais:

 

Mulher esfaqueia companheiro e sorri para foto na delegacia  

 

Ladrão atrapalhado

 

Um vídeo do circuito de monitoramento interno de um salão de beleza flagrou o momento em que um ladrão atrapalhado invadiu o local para tenta furtar uma televisão. O crime aconteceu em abril, no Bairro Jardim Tropical, em Cuiabá.

 

A tentativa de furto aconteceu no dia 9 daquele mês. Pelo vídeo é possível ver que o criminoso atira uma pedra na porta de vidro do estabelecimento, entra e começa uma saga para tentar levar o aparelho, que está fixado na parede.

 

Tentando agir com pressa, o ladrão se atrapalha por não conseguir desconectá-la. Ele puxa, pula, e até rodopia, mas acaba desistindo do crime e vai embora.

 

O caso foi denunciado à Polícia Militar, mas nenhum suspeito foi identificado.

 

Leia mais:

 

Ladrão se atrapalha, rodopia e não consegue furtar televisão

 

Acusado de estupro apanhou de chineladas

 

mae

Mãe de vítima de estupro dá chineladas em suspeito

 

A mãe de um adolescente de 16 anos, vítima de estupro e espancamento no Bairro Jardim Industriário 2, em Cuiabá, deu várias chineladas no suspeito de cometer o crime, dentro da delegacia onde ele encontrava-se detido.

 

O caso ocorreu em junho, após o menor ter denunciado que o suspeito, de 27 anos, estava perseguindo-o e ligando para seus amigos e irmãs.

 

No boletim de ocorrência elaborado pela Polícia Militar, o adolescente revelou ter sofrido com os abusos por cerca de seis meses e que inclusive chegou a tentar cometer suicídio duas vezes por conta do episódio.

 

Imagens divulgadas pelo jornal MTTV 1ª Edição, da TV Centro América, mostram a mãe da vítima na Central de Flagrantes da PM.

 

Quando a porta do camburão é aberta, a mulher passa a bater no suspeito com o seu chinelo, sendo interceptada por um policial, que a leva para longe do rapaz.

 

Leia mais:

 

Mãe de adolescente vítima de estupro dá chineladas em suspeito

 

Delegado zoeiro

 

Outra polêmica envolveu o delegado João Eduardo Sampaio, de Poconé, que viralizou nas redes sociais após aparecer em um vídeo na frente da delegacia da cidade ironizando o digital influencer Wagner Ilton do Carmo, chamado de “Dom Wagner” nas redes sociais.

 

A Polícia Civil havia apreendido um revólver calibre 38 e um aparelho celular na casa do influencer, que é conhecido pelo bordão “passar bens”.

 

Após a ação, começou a circular nas redes sociais um vídeo em que o delegado aparece usando óculos escuros (popularizados em memes na internet) na frente da delegacia e empunhando um rojão. Ele então se aproxima da câmera, passa o cabo da arma na testa e diz: “Passar mal, p….”, numa referência ao bordão do influencer.

 

O delegado contou que recebeu uma denúncia anônima de que o influencer publicou um vídeo em seu Instagram, em que o revólver de sua propriedade aparece no colo de outra pessoa. 

 

João Sampaio afirmou que reconheceu que a arma era de ” Dom Wagner” porque em 2017 ele matou um ladrão, em legítima defesa, durante uma tentativa de assalto a sua residência.

 

Leia mais:

 

Delegado: “Foi só uma brincadeira; agi como uma pessoa normal”

 

Polícia cumpre mandado na casa de influencer e delegado ironiza  

 

Ladrão que atirou na própria perna

 

ladrao

Ladrão atirou na própria perna em assalto a uma clínica veterinária

Em agosto outro ladrão atrapalhado se deu mal após tentar assaltar uma clínica veterinária em Sinop (500 km de Cuiabá).

 

Ele atirou na própria perna após pegar o dinheiro do caixa. Antes de sair da loja, ele foi guardar a arma na cintura. Nesse momento, o revólver disparou, atingindo sua virilha e a perna.

 

O criminoso ainda conseguiu fugir com o comparsa, mas por estar sentindo fortes dores resolveu pedir socorro no Batalhão do Corpo de Bombeiros. O bandido mentiu, afirmando que tinha sido vítima de um assalto e que havia levado um tiro.

 

No entanto, policiais receberam denúncia informando sobre o roubo na clínica e conseguiram prender o suspeito no hospital.

 

O assaltante confessou a participação no crime junto com comparsa. Ele foi encaminhado até a delegacia após receber atendimento.

 

Leia mais:

 

Bandido atira contra a própria perna durante assalto; veja vídeo

 

Adulterou bilhete da mega-sena

 

Outro caso inusitado aconteceu em 7 de agosto, quando uma mulher foi presa em São José do Rio Claro (298 km de Cuiabá) após apresentar à lotérica um bilhete adulterado do concurso da Mega-Sena.

 

Segundo informações do boletim de ocorrência, a mulher se apresentou na lotérica com o bilhete afirmando que havia ganhado o prêmio.

 

A “aposta” foi válida para o concurso 2175, que estava acumulado e sorteou R$ 32 milhões, mas não teve ganhador no prêmio principal.

 

A funcionária da lotérica, identificada pelas iniciais A.C.E., ao verificar o papel, viu que os números haviam sido colados sobre o bilhete. Além disso, a suspeita havia circulado as colagens com caneta, como uma forma de disfarçar os números forjados.

 

Segundo informações da atendente, esse mesmo bilhete já havia sido usado anteriormente, quando ela tentou aplicar o mesmo golpe. Na ocasião o bilhete dela foi verificado através do código de barras que se tratava de uma fraude. A mulher afirmou era a ganhadora do prêmio da Mega-Sena e que tinha o direito de receber o dinheiro.

 

Leia mais:

 

Mulher adultera bilhete e tenta retirar prêmio da Mega-Sena

 

bilhete

Mulher tentou sacar prêmio da mega com bilhete falso

Atravessou rio a nado

 

Em setembro, um homem atravessou o Rio Cuiabá após ter se assustado com um tiroteio entre bandidos e a Polícia Militar, na Ponte Sérgio Motta, que liga Cuiabá a Várzea Grande.

 

Um vídeo registrado do helicóptero do Ciopaer (Centro Integrado de Operações Aéreas) flagrou o momento em que o homem nada até chegar às margens do rio.

 

Ele acabou sendo abordado pela Polícia, mas logo foi liberado após ficar confirmado que ele não tinha envolvimento no crime.

 

Ele contou ter se assustado com os disparos e, temendo ser atingido por um tiro, pulou na água.

 

Leia mais:

 

Homem se assusta com tiroteio e atravessa Rio Cuiabá a nado

 

Ofereceu sexo em troca da liberdade

 

Em outubro uma mulher ofereceu sexo em troca da liberdade, após ter sido presa com um carro roubado, no Bairro Dom Aquino, em Cuiabá.

 

De acordo com a Polícia Militar, uma pessoa ligou informando que havia uma mulher trocando a placa de um GM Cobalt no bairro.

 

Foram feitas rondas em busca e os policiais encontraram o carro trafegando na Avenida General Melo, sendo escoltado por um Fiat Uno, cujo motorista, ao perceber a aproximação da viatura, fugiu em alta velocidade.

 

A condutora foi interceptada próximo a um posto de combustível.

 

Segundo a PM, assim que a suspeita desceu do carro, arremessou seu celular na parede para quebrá-lo.

 

Foi dada voz de prisão e ela ainda tentou resistir, mas acabou sendo levada para a Central de Flagrantes.

 

Conforme os policiais, durante o trajeto até a delegacia, a suspeita, que usava tornozeleira eletrônica, ofereceu sexo em troca de sua liberdade.

 

Ela chegou a alegar inclusive que o namorado teria lhe dado o carro de presente, e que ele morava em uma quitinete, em Várzea Grande.

 

Leia mais:

 

Mulher é presa com carro roubado e oferece sexo para ser solta

 

Ex-candidato e pastor fazendo sexo na rodoviária

 

banheiro

Ex-candidato a vereador e pastor foram flagrados em banheiro de Rodoviária

No início deste mês de dezembro, o ex-candidato a vereador de Várzea Grande, identificado pelas iniciais S.B., e um pastor evangélico foram flagrados dentro do banheiro da Rodoviária de Cuiabá. Segundo vigias, eles estariam fazendo sexo no local público, o que é considerado crime pelas leis brasileiras.

 

Os dois homens estavam em uma cabine do banheiro quando foram flagrados pelos seguranças do local.

 

O pastor, que não foi identificado, é o primeiro a deixar a cabine e tenta sair do banheiro, porém os seguranças e algumas testemunhas que presenciavam a cena impediram o idoso. Envergonhado, ele chega a se ajoelhar para os vigias.

 

Em seguida, o ex-candidato a vereador sai da mesma cabine e espera encostado na parede enquanto os seguranças e as testemunhas gritam com eles.

 

A pessoa que está filmando ainda diz: “Vocês não têm vergonha não? Aqui é um local público”.

 

Leia mais:

 

Ex-candidato e pastor são acusados de fazer sexo em banheiro