Luiz Caldas sobre racismo no “Mais Você”: “Hoje eu não faria Fricote”

O “Mais Você” recebeu o cantor Luiz Caldas na manhã terça-feira (18). No ano em que completa 50 anos de carreira, o criador do axé music foi ao programa da Globo relembrar momentos marcantes de sua trajetória.

Leia também: Ana Maria Braga perde a paciência e dá bronca em produção do “Mais Você”

Luiz Caldas no arrow-options
Reprodução/Globo

Luiz Caldas


Leia também: “Mais Você” completa 20 anos com Ana Maria emocionada e presença de Faustão

Um clipe originalmente exibido no Fantástico, em 1985, para o hit “Fricote”, foi reprisado. A letra controversa, no entanto, chamou a atenção dos apresentadores do ” Mais Você” . “A letra é um tanto polêmica hoje, mas era uma outra época”, disse Patrícia Poeta , que está substituindo Ana Maria Braga nas manhãs da Globo

“Era uma outra época. Eu acredito que hoje ‘ Os Trapalhões ‘ não existiriam, por exemplo”, respondeu o cantor. “Hoje existe o politicamente correto, e às vezes ele é necessário. Eu não escreveria esta canção hoje, a letra desta forma. Mas a música existe, faz parte da história, é super alegre, positiva”, refletiu. 

Leia também: Ana Maria se afasta e deixa o comando do “Mais Você” na próxima semana

Fabricio Battaglini, que também está apresentando o “Mais Você” , perguntou se Caldas ainda tocava a música ao vivo em seus shows. “Claro. Às vezes eu toco, às vezes não, porque graças a Deus são muitas músicas”, comentou o músico. Vale lembrar que a música começa com os versos: “Nega do cabelo duro, que não gosta de pentear, quando passa na baixa do tubo, o negão começa a gritar”.

Na web, a participação de Luiz Caldas, o ícone do axé, dividiu opiniões:









Fonte: IG GENTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *