Luverdense já está pronto para encarar o cansado Cuiabá, domingo em seu estádio

Por Esportes & Notícias

O Luverdense que viveu um ano muito conturbado, quase foi rebaixado para a Segunda Divisão mato-grossense, conseguiu a classificação para a segunda fase apenas na última rodada, ameaçou fechar sua portas e desistiu de disputar o Campeonato Brasileiro da Série D, ganha uma nova motivação com a eleição municipal de Lucas do Rio Verde, onde o grupo apoiado pelo vice-governador Otaviano Pivetta (sem partido) volta ao comando e já traça planos promissores para o futuro com a confiança da volta dos patrocinadores. E esta esperança começa no domingo, quando o time recebe no estádio Passos da Ema, a visita do Cuiabá pelas quartas de final do Campeonato Mato-grossense. A ordem é buscar a vitória para ter uma boa vantagem no jogo da volta, na próxima quarta-feira, em Cuiabá.

Contratado no final de novembro, o técnico Eduardo Henrique teve uma missão complicada durante toda esta semana: colocar os jogadores da casa e os poucos reforços que foram contratados em condições de encarar o Cuiabá, que vem fazendo boa campanha na Série B do Brasileirão e que na noite deste sábado enfrente o Botafogo de Ribeirão Preto, interior de São Paulo. Eduardo Henrique, que já trabalhou com a equipe de base do Cuiabá sabe que nem o fato do adversário ter de jogar duas vezes em menos de 24 horas e ainda enfrentar uma viagem vai facilitar o trabalho de seu time. Ele prevê um jogo muito difícil.

“O Cuiabá está em duas frentes, jogando na Série B, mas deve trazer uma equipe competitiva aqui, até em ritmo de jogo vão está acima da gente. Temos que fazer um grande jogo, buscar o resultado positivo, ainda em casa. Não podemos vir apenas para ver o Cuiabá jogar. Temos que definir ao máximo, bastante luta, determinação. Futebol é 11 contra 11, e em campo, o favoritismo é do lado deles, mas estamos acreditando muito que vamos fazer dois grandes jogos e buscar uma classificação. Porque é a grandeza do Luverdense, sempre fez isso, a camisa do Luverdense por si só já tem isso aí de fazer grandes partidas. Dessa vez não vai ser diferente”.