Maluf quer disputar, mas admite resistncia de aliados de Mendes

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin-top:0cm;
mso-para-margin-right:0cm;
mso-para-margin-bottom:10.0pt;
mso-para-margin-left:0cm;
line-height:115%;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-language:EN-US;}

O deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB) afirmou que pretende disputar, pela segunda vez, a presidência da Assembleia Legislativa na eleição que ocorre em fevereiro do próximo ano.

 

Maluf foi presidente da Casa no biênio 2015/2016 e atualmente ocupa o cargo de primeiro secretário.

 

“Eu coloquei meu nome, mas isso é uma construção. Estou conversando com os deputados, mostrando minha plataforma. Se eu tiver adesão dos deputados a essa plataforma, poderei ser candidato”, disse o tucano.

 

Ele admite, no entanto, que pode encontrar resistência a seu projeto, especialmente entre aqueles parlamentares eleitos pela base do próximo governador Mauro Mendes (DEM).

 

Eu coloquei meu nome, mas isso é uma construção. Estou conversando com os deputados mostrando minha plataforma. Se eu tiver adesão dos deputados a essa plataforma, poderei ser candidato

“Acredito que posso encontrar resistência por ser do PSDB. É natural que os partidos vitoriosos se aglutinem. E é natural também que, com essa renovação tão expressiva, os novatos participem da Mesa. Acho que isso é uma realidade, deve acontecer”, afirmou Maluf.

 

Até o momento, já sinalizaram possibilidade de pleitear o comando do Legislativo o atual presidente Eduardo Botelho (DEM) e a deputada Janaina Riva (MDB).

 

Maluf disse que não está descartada a hipótese de compor com alguns desses nomes.

 

“Não vejo problema também em fazer composição com os que estão aí colocados: Botelho, Janaina. Todos são qualificados e têm a prerrogativa natural de colocarem seus nomes”, disse.

 

Reforma

 

Enquanto trabalha seu projeto, Guilherme Maluf diz que já está apresentando aos colegas – inclusive aos novatos – sua plataforma de Governo.

 

Uma das propostas dele para uma eventual gestão é uma reforma no regimento interno da Casa e também a realização de um concurso público.  

 

“Nesta nova gestão, se eu estiver à frente da Mesa, vou defender nessa plataforma um concurso público para o Legislativo. Quero trazer uma fundação de comunicação que abrigue nosso teatro, nossa rádio. Quero fazer uma reforma no Regimento Interno, para deixar muita clara a forma de composição das comissões na Casa, porque isso gera muito conflito”, exemplificou.

Não vejo problema também em fazer composição com os que estão aí colocados: Botelho, Janaina. Todos são qualificados

 

“Estou conversando com os eleitos, expondo minha plataforma e eles estão entendendo que realmente a gente precisa evoluir”, concluiu Maluf.

 

Leia mais sobre o assunto:

 

Janaina vê omissão de Botelho e se diz credenciada para Mesa

 

“Se eu vir sinalização positiva, vou me candidatar”, diz Botelho