Marido diz que tiro em esposa foi acidental e que ele a amava

Por: Esportes & Notícias

Fernando Aceli Krixi, 19 anos, autuado por matar a esposa Beatriz Morimã Tukumã, de 14 anos, na aldeia Mayrob, localizada a 70 quilômetros da cidade de Juara (a 700 km de Cuiabá), disse à Polícia Civil que amava a adolescente e reiterou disparo acidental. O crime foi comunicado à Polícia Civil nesta terça-feira (24).

O casal é da mesma etnia e vivia um relacionamento conjugal há cerca de um ano. A menor morreu após ser atingida na face por um disparo de espingarda calibre 32, efetuado acidentalmente pelo companheiro. O irmão da vítima estava no momento dos fatos e presenciou todo o ocorrido.

Após efetuar o disparo que atingiu a companheira, os dois (autor e o irmão) a socorreram a vítima de embarcação até a aldeia para atendimento médico, porém a menor não resistiu ao ferimento e morreu antes de chegar ao atendimento.

De acordo com o delegado de Juara, Carlos Henrique Engelmann, depois de detido, o suspeito foi encaminhado para delegacia onde foi interrogado. “Em depoimento, o jovem indígena alegou que acreditava que arma de fogo estivesse descarregada, e que não tinha intenção de matar a companheira, a quem disse que amava”, pontuou o delegado.

Em seguida o conduzido foi autuado em flagrante por homicídio simples, e posteriormente encaminhado para Cadeia Pública de Juara, ficando à disposição da Justiça.