Marina Silva recebe a primeira dose da vacina contra a Covid-19 no DF

A ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid-19 neste sábado (24), no Distrito Federal. Aos 63 anos, ela integra a faixa etária contemplada pela campanha de imunização da capital do país.


“Mais uma vez o serviço público de saúde exerce papel fundamental em minha vida”, disse a ex-ministra em publicação nas redes sociais. Marina ainda afirmou que segue na “luta” para manter um sistema público de saúde de qualidade para todos e enalteceu a ciência.
A ex-ministra, que concorreu nas últimas eleições para a Presidência da República, publicou uma foto com o cartão de vacinação preenchido em mãos e um vídeo em que, após receber a dose do imunizante, ela comemora: “Viva ao SUS”.

Recentemente, a ex-presidenciável também se manifestou em oposição à política ambiental do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e de seu atual ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Na visão dela, ambos pretendem criar uma força paramilitar em favor do desmatamento ilegal da Amazônia.

“O que ele (Bolsonaro) quer fazer é criar uma milícia na Amazônia. A ambição do governo Bolsonaro é de ter o controle militar ou paramilitar na Amazônia para implementar as políticas nefastas na Amazônia”, disse Marina em entrevista para a GloboNews.

Marina citou como “políticas nefastas” os incentivos ao avanço da pecuária extensiva e realização de “grandes projetos” relacionados à mineração.

As declarações de Marina foram feitas após o pronunciamento de Bolsonaro na Cúpula dos Líderes sobre o Clima, que ocorreu na última quinta (22).

Na ocasião, o presidente mentiu durante a sua fala, alegando que aumentou recursos para fiscalização ambiental. Ele também apresentou dados sem contexto sobre a Amazônia e omitiu as taxas de desmatamento que ocorreram na região durante seu governo.