Mendes diz que desafio ser desburocratizar e melhorar receitas

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin-top:0cm;
mso-para-margin-right:0cm;
mso-para-margin-bottom:10.0pt;
mso-para-margin-left:0cm;
line-height:115%;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-language:EN-US;}

O governador Mauro Mendes (DEM) disse ter estabelecido como meta para 2020 a desburocratização do Estado e a melhora dos índices econômicos em relação aos apresentados neste ano.

 

Em conversa com servidores e jornalistas, ele disse esperar que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) faça sua parte no cenário nacional para que Mato Grosso consiga atingir suas metas.

 

“Em 2020, acreditamos que será bom para o Brasil. Espero que o presidente Jair Bolsonaro, que lidera este País, possa cada vez mais criar as oportunidades para fazer o Brasil voltar a crescer e com isso ampliar as possibilidades que este Estado tão pujante tem dado ao Brasil”, disse.

 

“Por tantos e tantos fatores, eu não tenho dúvida de que 2020 será um ano melhor que 2019. Mas o principal desafio será o da simplificação. Vamos concentrar, em 2020, grande parte da nossa energia na simplificação, em rever procedimentos, normativas internas. Precisamos tirar esse peso da burocracia, que tanto nos atrasa e tanto custo ao bolso do contribuinte”, acrescentou.

 

Estou convencido de que, se nos lançarmos nesse desafio com a mesma intensidade, mesma crença, de que vão trazer bons resultados para todos, vamos finalizar 2020 tendo muito o que comemorar neste Estado

As declarações ocorreram após o anúncio da data do pagamento do décimo terceiro salário dos servidores públicos e o fim do escalonamento salarial. Segundo ele, ambas metas atingidas após uma série de medidas adotadas ao longo de 2019.

 

Para o democrata, com a experiência de um ano de mandato no Paiaguás, ele e sua equipe estarão mais capacitadas para melhorar os resultados, se comparados a este ano.

 

“Estou convencido de que, se nos lançarmos nesse desafio com a mesma intensidade, mesma crença, de que vão trazer bons resultados para todos, vamos finalizar 2020 tendo muito o que comemorar neste Estado”, afirmou.

 

“Melhoramos todos os nossos repasses constitucionais. A cadeia de suprimentos com os fornecedores, estamos melhorando e daqui a poucos meses esperamos bater no peito e dizer que não teremos na nossa administração nenhum fornecedor sendo pago com mais de 30 dias. Em breve, teremos oportunidade de dizer isso”, completou.

 

Leia também:

 

Mendes diz que pagará o 13º de todos os servidores no dia 20

 

Estados pedem antecipação de repasse do pré-sal; MT espera R$ 332 mi

 

Líder: frustração com leilão de Bolsonaro afeta contas de MT

 

Mendes põe fim a escalonamento; salário será pago todo dia 10