Mendes faz balanço de um ano de gestão: “com foco, trabalho e fé em Deus”

Assessoria

image

O governador do Estado, Mauro Mendes (DEM) utilizou suas redes sociais nesta quinta-feira (26.12) para um balanço de seu primeiro ano de gestão e ressaltou o esforço para controlar a economia de Mato Grosso.

“Durante todo esse ano, estabelecemos metas claras para tirar o Estado da situação caótica em que se encontrava, com restos a pagar na ordem de R$ 3,5 bilhões, devendo 11.424 fornecedores, atraso de 11 meses no repasse obrigatório da saúde às prefeituras, além de 50% das viaturas paradas por falta de pagamento e 335 obras paralisadas em todo o Estado”.

Mendes agradeceu sua equipe de trabalho. “Nossa equipe de servidores e secretários tinha a consciência de que, para obter resultados positivos, precisávamos pensar de forma criativa, de forma a encontrar soluções para velhos problemas”.

E acrescentou: “Com foco, trabalho e fé em Deus, adotamos medidas que contribuíram diretamente para melhorar a arrecadação, recuperar ativos, reduzir despesas e controlar os gastos públicos. Tivemos que fazer muitos enfrentamentos para conter o crescimento descontrolado do custeio da máquina pública, de um lado, e para corrigir distorções fiscais e tributárias, de outro. Foi assim que reduzimos despesas e começamos a ampliar a receita”.

Ainda conforme o gestor, “a Assembleia Legislativa entendeu a situação do Estado e aprovou as leis necessárias para a retomada das rédeas do nosso Mato Grosso, colocando o interesse coletivo acima do individual”.

Mas segundo o governador, o esforço foi recompensado com o pagamento em dia do 13° salário dos servidores.

“O esforço foi enorme e a recompensa chegou. Conseguimos pagar o 13º salário do servidor público no dia 20 de dezembro, de forma integral. Um dia que trouxe um simbolismo muito grande para a nossa gestão, porque efetuamos o pagamento, apesar das inúmeras dificuldades financeiras pela qual o Estado enfrentou e ainda enfrenta, por não ter entrado nenhum dinheiro “novo”, como o FEX (Fundo de Apoio às Exportações)”.

E prometeu para 2020 o pagamento do salário em parcela única, todo dia 10.  “Superamos os desafios e o resultado é positivo. Com o pagamento do 13º, concluímos o ano pagando 14 folhas salariais, sendo que uma delas é referente ao 13º de 2018. Além disso, fechamos o ano retornando o pagamento do salário em parcela única, no dia 10”.