Mendes no ir se opor a candidatura; Jlio excelente nome

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin-top:0cm;
mso-para-margin-right:0cm;
mso-para-margin-bottom:10.0pt;
mso-para-margin-left:0cm;
line-height:115%;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-language:EN-US;}

O presidente da Assembleia Legislativa Eduardo Botelho (DEM) garantiu que a tendência é que seu partido lance um nome para concorrer ao Senado na eleição suplementar que acontecerá em Mato Grosso.

 

A disputa, que provavelmente será realizada no dia 26 de abril, ocorre em razão da cassação do mandato da senadora Selma Arruda (Podemos) por caixa 2 e abuso de poder econômico.

 

Segundo Botelho, o DEM ainda não teve uma reunião para tratar do assunto. Mas de antemão o governador Mauro Mendes disse que não irá se apor a um projeto encabeçado pelo partido.

 

Os rumores neste sentido ocorrem já que o próprio Mendes deu declarações dando conta de que gostaria de manter seu apoio ao ex-vice-governador Carlos Fávaro (PSD), que disputou a vaga ao senado no ano passado pelo grupo de Mendes.

 

Estamos conversando com as principais lideranças do partido, com o governador Mauro Mendes, principalmente, e ele tem deixado claro que se o DEM tiver um candidato, evidente que ele não vai se opor

“Estamos conversando com as principais lideranças do partido, com o governador Mauro Mendes, principalmente. E ele tem deixado claro que se o DEM tiver um candidato, evidente que ele não vai se opor”, disse Botelho.

 

“Ele gostaria que nos apoiássemos, que fosse mantido o compromisso eleitoral dele na campanha passada, que era apoiar o Fávaro. Mas ele disse que não irá interferir numa colocação do DEM para lançar candidato. Acredito que o DEM vai ter candidato sim”, emendou o presidente, em entrevista à Rádio Centro América, na manhã desta terça-feira (8).

 

“Excelente nome”

 

Em meio às especulações em torno da disputa, um dos nomes mais cotados pelo DEM é o do ex-governador Júlio Campos. E, ao que parece, ele contaria com o aval de Botelho.

 

“Primeiro a pessoa tem que querer, né. Eu, por exemplo, não tenho nenhuma disposição para entrar numa disputa agora. O ex-governador Júlio tem. Ele, inclusive, tem andado Mato Grosso, participado de eventos no Estado todo”, disse o presidente.

 

“Acho que ele seria um excelente senador para Mato Grosso. O Júlio é muito dinâmico, tem muita experiência política, uma capacidade muito grande. Seria muito bom tê-lo como senador”, concluiu.