Mendes rechaa pacote da maldade e abre calendrio de entregas

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin-top:0cm;
mso-para-margin-right:0cm;
mso-para-margin-bottom:10.0pt;
mso-para-margin-left:0cm;
line-height:115%;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-language:EN-US;}

O governador Mauro Mendes (DEM) anunciou, nesta quinta-feira (31), que a partir de hoje até o mês de dezembro fará uma “temporada de inaugurações” de obras em diversas cidades do Estado. Segundo ele, isso é posível graças aos projetos apresentados pelo Executivo no início do ano, classificados pela oposição como um “pacote da maldade”.

 

“Este é o primeiro ato de inauguração que o governo está fazendo nessa jornada de quatro anos. Serão dezenas de inaugurações até dezembro. Já temos um cronograma sendo construído nas diversas áreas [Infraestrutura, Educação, Saúde]. São centenas de quilômetros de rodovias recuperadas este ano, ou estradas novas. É o dinheiro do contribuinte que está voltando para a própria sociedade”, disse o governador.

 

A declaração foi dada durante a entrega da duplicação e ampliação da rodovia Arquiteto Helder Cândia (MT-010), a “Estrada da Guia”, no trecho entre o entroncamento da MT-251 (Estrada para Chapada dos Guimarães) e da BR-163/364 (trevo de acesso ao Rodoanel).

 

No início do ano, mandamos cinco projetos de lei para a Assembleia. Alguns chamavam de ‘pacote da maldade’. Mas eu chamava de medidas necessárias para começar a consertar Mato Grosso e começar a colocá-lo nos trilhos

“Estamos entregando hoje uma obra importante, a MT-010. Esse ano fizemos grandes investimentos aqui e agora já estamos iniciando esse período que estaremos fazendo grandes entregas em todo o Estado, começando por Cuiabá, pela Baixada Cuiabana”, disse.

 

“Pacote da maldade”

 

Ainda durante o ato, o governador afirmou que entre os projetos aprovados pela Assembleia Legislativa e que foram alvos de críticas está o que remodelou o Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab).

 

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin-top:0cm;
mso-para-margin-right:0cm;
mso-para-margin-bottom:10.0pt;
mso-para-margin-left:0cm;
line-height:115%;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-language:EN-US;}

“No início do ano, mandamos cinco projetos de lei para a Assembleia. Alguns chamavam de ‘pacote da maldade’. Mas eu chamava de medidas necessárias para começar a consertar Mato Grosso e começar a colocá-lo nos trilhos. Hoje, muita gente já percebe que este era o único caminho que tínhamos para recuperar o Estado”, argumentou.

 

Segundo ele, por meio dessas medidas, foi possível trazer um incremento de recursos ao caixa do Executivo.
 

“Isso se deve às medidas acertadas que tomamos ao longo do ano. Algumas delas demandaram aprovação da Assembleia. Agradeço a todos aqueles deputados que tiveram a coragem de tomar uma medida correta para o bem do Estado”, disse.

 

Agenda de inaugurações

 

Mendes ainda lembrou que, desde o mês de março, o Executivo conseguiu retomar mais de 100 obras de infraestrutura que estavam paralisadas em Mato Grosso e anunciou aquelas que devem ser entregues até dezembro.

 

Entre as obras que devem ser inauguradas, Mendes citou o Centro Oficial de Treinamento (COT) da UFMT, as duplicações da Avenida Parque do Barbado e da Avenida Filinto Muller, em Várzea Grande, dentre outras no interior do Estado.

 

“Temos, por exemplo, no próximo dia 11, a entrega da MT-100, entre Alto Araguaia e Alto Taquari, onde são mais de 100 quilômetros de rodovia recuperada”, disse.

 

Ainda conforme Mendes, existem obras de infraestrutura sendo tocadas em 93 municípios mato-grossenses. Considerando as demais áreas, como Saúde e Educação, quase todas as 141 cidades são contempladas, afirmou o democrata.

 

“É uma prova de que quando a gente toma medidas que são corajosas, depois de algum tempo, percebe-se que essas medidas eram demasiadamente corretas. Se não fosse a aprovação daquelas legislações em janeiro, isso não seria possível”, concluiu.