quarta-feira , 20 outubro 2021
Ministro Onyx quis discutir adesão a Bolsonaro em reunião do DEM, mas partido rejeitou

Ministro Onyx quis discutir adesão a Bolsonaro em reunião do DEM, mas partido rejeitou

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – Na reunião da executiva nacional do DEM na terça-feira (21) dedicada ao tema da possível fusão com o PSL, o ministro de Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni (RS), apresentou proposta para discutir adesão ao governo de Jair Bolsonaro.


O pedido, no entanto, foi rejeitado, sob o argumento de que não tinha qualquer cabimento tratar do tema em um encontro marcado para debater a possível união da legenda com o PSL.

Em votação nesse evento, a executiva do DEM autorizou, por 40 votos a 0, a convocação de uma convenção em outubro para referendar a união das siglas. O PSL terá que fazer o mesmo.

Essa possível união tem sido anunciada como o surgimento de um superpartido de direita, devido aos recursos financeiros e a quantidade de políticos que pretende abrigar.

Verifique também

Votação de relatório de Renan na CPI será em 26/10

Votação de relatório de Renan na CPI será em 26/10

A CPI da Covid encerrou há pouco a sessão destinada à leitura do parecer apresentado …