MT arrecada R$ 2 bilhes e tem supervit de R$ 88 mi em dezembro

O governo do Estado de Mato Grosso fechou o mês de dezembro de 2019 com um superávit de R$ 88.432.458, resultado de uma arrecadação de pouco mais de R$ 2,2 bilhões dentro do período. O valor é a somatória de tudo que foi arrecadado, considerando o que foi pago no mês. 

 

Em dezembro, o Estado arrecadou R$ 2.233.802.040, valor que foi somado a outros R$ 353.909.637, que constavam no saldo da Conta Única no dia 1º daquele mês.

 

Desse valor, o governo utilizou R$ 568.449.174 para o pagamento dos salários dos servidores ativos, e R$ 529.162.833 com a folha dos aposentados e pensionistas.

 

Somente com repasses obrigatórios aos Poderes, referente ao duodécimo, foi pago o valor de R$184.453.255. Conforme prevê a lei, ao Tribunal de Justiça foi destinada a quantia de R$ 88.215.266; à Assembleia Legislativa o valor foi de R$ 24.365.935; ao Ministério Público R$ 35.619.029; para o Tribunal de Contas do Estado o valor foi de R$ 23.004.461 e para a Defensoria Pública o repasse foi de R$ 13.248.564.

 

Para as 141 prefeituras de Mato Grosso, no mês de maio, o valor repassado foi de R$ 410.227.959. O repasse obrigatório para a Educação (Fundeb) alcançou a quantia de R$240.359.316, além de R$ 43.082.651 também de repasse obrigatório.

 

À Saúde, foi destinada a quantia de R$ 109.464.804 e para o custeio das secretarias de Estado o valor foi de R$ 174.560.832.   

 

O Estado também fez o pagamento de dívidas bancárias na quantia de R$ 86.677.619. Além desses valores, foi bloqueada judicialmente a quantia de R$ 10.903.831 e para as contas especiais (Fundo Estadual de Equilíbrio Fiscal de Mato Grosso, Mato Grosso Saúde e MT Prev) foi repassado o valor de R$ 12.598.292.

 

Em investimentos, o aporte financeiro foi de R$ 27.233.007. Ainda cumprindo os repasses obrigatórios, o Estado repassou ao Fabov (Fundo de Apoio a Bovinocultura de Corte), Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal), Cipem (Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso) e Detran a quantia de R$ 17.342.284.

 

Veja as despesas do Estado no quadro abaixo: