Mulher mantida em crcere privado aps pedir a separao

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

MicrosoftInternetExplorer4

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-qformat:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin-top:0cm;
mso-para-margin-right:0cm;
mso-para-margin-bottom:10.0pt;
mso-para-margin-left:0cm;
line-height:115%;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-font-family:”Times New Roman”;
mso-fareast-theme-font:minor-fareast;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;}

Uma mulher de 25 anos procurou ajuda no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do Residencial Coxipó, em Cuiabá, nesta quinta-feira (7), e denunciou ter sido mantida em cárcere privado pelo marido.

 

De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima contou que pediu a separação do suspeito dias atrás, mas ele não concordou e, desde então, tem mantido-a presa em casa.

 

Ela contou ainda que é aposentada por invalidez e o marido se apossa de todo valor de seu benefício mensalmente.

 

A vítima relatou ainda que tem medo de represálias por parte do suspeito, uma vez que não tem parentes na Capital.

 

A Polícia Militar foi acionada e acompanhou a mulher até a residência, onde ela pegou seus pertences e deixou o local.

 

O suspeito não foi encontrado pela Polícia e o caso foi registrado na Central de Flagrantes de Cuiabá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *