O balanço entre desempenho zootécnico e econômico das granjas

Novo programa traz modernidade e atenção para o desenvolvimento

completo da produção avícola

Indaiatuba (SP), outubro de 2020 – O Programa BALANCE é o lançamento da NOVUS® para o segundo semestre. “O Programa BALANCE é formado por um conjunto de ações que visam balancear positivamente diversos fatores que impactam a performance zootécnica e a rentabilidade na produção avícola”, inicia o Gerente de Comunicação e Marketing da NOVUS® para América Latina, Guilherme Fray.

Uma proposta que contextualiza a visão estratégica da multinacional, informa o Gerente de Marketing Avicultura Américas, Ricardo Teles, e que caminha em paralelo às exigências da avicultura moderna, mercado mundial, tendências de consumo e o papel do Brasil como país player na produção de proteína de origem animal. “O Programa BALANCE faz parte de uma reestruturação focada nas espécies de atuação, prestação de serviços, programas e soluções NOVUS®”, insere.

O Gerente de Programas e Soluções Américas, Gustavo Carneiro, sintetiza o compromisso deste lançamento. “Com o Programa BALANCE nossos clientes passam a ter uma visão ampliada para o melhor direcionamento da sua atividade. Colocamos uma lupa em todos os fatores que interferem de forma negativa o desempenho das granjas e apresentamos um leque de soluções”, completa.

Quatro pilares sustentam o Programa Balance: Diagnóstico Inicial, Estratégia Nutricional Adequada, Aderência de Serviços Oferecidos e Monitoramento Constante. “Este é um programa completo que coloca luz sobre os fatores técnicos intrínsecos das aves e externos”, destaca Gustavo Carneiro.

Dentro dos aspectos técnicos intrínsecos das aves, o Gerente de Programa e Soluções Américas, aponta que o programa visa o balanço positivo do microbioma intestinal, dos processos inflamatórios no intestino, da resposta imune, da otimização do processo de digestão, da absorção de nutrientes, da maximização do potencial genético das aves e da mitigação dos fatores externos relacionados ao desempenho das aves. “Quando avaliamos os fatores externos podemos citar: a qualidade da água de bebida, da ração, ambiência, densidade populacional, entre outros”.

Em suma, é um programa com uma metodologia moderna e atenta a toda complexidade que existe entre o desempenho zootécnico e econômico da produção”, finaliza Fray.

Fonte: Arthur Ribeiro