Palmeiras conta com raro descanso e presença de titulares para encarar São Bento

Os dez dias de intervalo desde a última partida permitiram à equipe alviverde um intervalo que há tempos não desfrutava

O inusitado jogo do Campeonato Paulista em Volta Redonda, às 21h30 desta quarta-feira, oferece ao Palmeiras uma condição peculiar. A equipe encara o São Bento no estádio Raulino de Oliveira com a rara oportunidade de contar com a formação máxima e de ter os atletas descansados. Os dez dias de intervalo desde a última partida permitiram à equipe alviverde um intervalo que há tempos não desfrutava.

A última vez em que o Palmeiras teve uma semana de pausa entre um jogo e outro foi em agosto do ano passado. Desde então, o time se acostumou a entrar em campo pelo menos uma vez a cada três dias. A paralisação do Campeonato Paulista por causa do agravamento da pandemia fez o clube ter jogado pela última vez dia 14, contra a Ferroviária, quando ganhou por 2 a 0, também pelo Paulistão.

O período sem compromissos permitiu à comissão técnica fazer mudanças. Embora o treinador Abel Ferreira continue em Portugal, os auxiliares ajustaram o rodízio de férias do elenco e dispensaram alguns atletas que atuaram nos primeiros compromissos pelo Estadual. Em compensação, os principais titulares se reapresentaram após dez dias de folga e estão disponíveis para a partida.

Rony, Weverton, Viña, Gómez, Raphael Veiga e Felipe Melo estão entre os jogadores que retornaram aos treinos no último sábado e devem enfrentar o São Bento. O elenco encerrou a preparação com um treino na Academia de Futebol à tarde, horas antes de iniciar a viagem de ônibus entre São Paulo e Volta Redonda.

A partida vale para o Palmeiras passar o Red Bull Bragantino e assumir a liderança do Grupo C do Campeonato Paulista. Para o clube, aliás, a primeira posição traria tranquilidade até porque em abril a agenda de jogos deve ficar congestionada. Além dos jogos do Paulista que acabaram adiados nas últimas semanas, a equipe terá as decisões da Recopa Sul-Americana e da Supercopa do Brasil.

SÃO BENTO – Para o adversário, o duelo desta quarta representa um desafio. O time deixou Sorocaba na manhã de terça-feira e enfrentou de ônibus 409km para poder entrar em campo. O time, por si só, está cheio de dúvidas, em todos os setores.

A começar pela lateral esquerda. Pablo foi bem no empate sem gols frente ao Guarani e deverá seguir entre os titulares. No meio, Fabio Bahia “roubou” a posição de Júlio Rush, que não agradou. Daniel Costa e Allan Dias também disputam posição.

No ataque, a briga é mais intensa. Diego Tavares e Geovane Itinga, hoje, são titulares absolutos. Leílson, Ítalo e Ruan brigam pela terceira vaga, sendo o último o favorito para iniciar jogando. “Estamos em busca do time ideal. Vamos trabalhar forte para colocar a melhor equipe em campo. Sabemos a dificuldade pela logística e pela força do time do Palmeiras, mas temos que estar preparados para tudo”, disse o treinador.

O São Bento é o lanterna do Grupo B, com um ponto, atrás de São Paulo (sete), Ferroviária (sete) e Ponte Preta (quatro).

Por Redação