Palmeiras tenta afastar pressão e São Paulo busca a ponta no Allianz

Não faltam atrações para o clássico deste sábado entre Palmeiras e São Paulo, às 21h (de Brasília), no Allianz Parque. No Choque-Rei, o Verdão busca afastar a pressão pelos três jogos consecutivos sem vitória, enquanto o Tricolor tenta quebrar um tabu de nunca ter vencido na Arena e, de quebra, assumir a liderança do Campeonato Brasileiro.

Até o momento, os dois rivais já disputaram seis clássicos no novo Palestra Itália, sendo que o Alviverde venceu todos, tendo anotado 18 gols e sofrido apenas três. O momento de Palmeiras e São Paulo é bastante diferente e a sequência negativa dos mandantes poderia animar o Clube da Fé, mas o retrospecto recente é novamente favorável ao Maior Campeão do Brasil.

O Palmeiras vem de três partidas sem vitórias – empate contra América-MG (Copa do Brasil) e derrotas para Sport e Cruzeiro (Campeonato Brasileiro), mas nos dois últimos Choque-Reis, o clube também vinha de resultados ruins (uma vitória em cinco jogos e quatro sem vencer), mesmo assim, venceu nas duas ocasiões.

“A gente vem de duas derrotas, então temos que tirar forças, trabalhar mais ainda, para dar uma volta por cima. Não chegamos bem nos dois últimos clássicos também e vencemos, pode servir de exemplo. Vamos motivados como em todos os jogos, mas nesse um pouco mais, para reverter essa situação”, afirmou o zagueiro Antônio Carlos.

O Tricolor, porém, vem com tudo para quebrar o tabu. Vivendo o que para alguns pode ser considerado como o melhor momento da equipe nos últimos anos, o time de Diego Aguirre é o único invicto, vem de três triunfos seguidos e quer a liderança do Brasileirão. Para isso, além da vitória no Allianz, precisa torcer para que o Flamengo não vença o Corinthians no Maracanã.

Em relação ao time que venceu o Botafogo no Morumbi, Hudson e Militão, que cumpriram suspensão automática contra os cariocas, treinaram normalmente na quinta-feira e devem começar como titulares. Assim, Petros e Régis voltam ao banco de reservas do Tricolor contra o Verdão.

 

Por Terra