Pedro Taques pede desfiliação do PSDB e pode concorrer ao Senado

VGNotícias

image

O ex-governador Pedro Taques protocolou na manhã desta segunda-feira (02.03) na Justiça Eleitoral o pedido de desfiliação do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).

Fontes do afirmaram que a desfiliação já era aguardada por correligionários do partido após a cúpula da legenda anunciar o ex-deputado federal Nilson Leitão como pré-candidato do PSDB na eleição suplementar do Senado que irá acontecerá em abril.

Conforme a fonte, Taques tinha interesse em disputar a vaga no Senado, mas teria sido preterido pelas lideranças do partido que decidiram apoiar Leitão.

Com a desfiliação do PSDB, a fonte do contou que Taques pode se filiar nos próximos dias no Solidariedade, partido do deputado federal Leonardo Albuquerque e do prefeito de Rondonópolis, José Carlos do Pátio.  Leonardo é apontado como um dos aliados de Pedro Taques.

Outra opção do ex-governador seria o Cidadania, do ex-secretário de Estado de Educação, Marco Marrafon.

Outro Lado – O tentou entrar em contato com Pedro Taques e com presidente do Diretório Estadual do PSDB, deputado Carlos Avalone, mas até o fechamento da matéria eles não atenderam e nem retornaram o contato.

Reprodução

desfiliação Taques

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *