Prefeitura de Cuiabá implanta novo sistema de gerenciamento escolar do Município

Nas unidades educacionais, o Sistema de Gestão da Escola Cuiabana vai permitir agilidade

Além dos avanços na área pedagógica de infraestrutura, uma das preocupações e prioridades do prefeito Emanuel Pinheiro, na Educação, é a modernização da gestão escolar, visando oferecer um atendimento responsável e humanizado aos mais de 52  mil alunos matriculados e profissionais da rede pública municipal de ensino.  

Com a implementação de novas tecnologias e sistemas, a Secretaria Municipal de Educação apresentou  durante a Semana Pedagógica da Escola Cuiabana, um novo Sistema de Gestão Educacional, o SIGEEC.

Com uma base unificada e padronizada, seguindo os critérios definidos pelo Ministério da Educação e as demandas da Secretaria Municipal de Educação, o novo sistema permitirá aos  gestores,  de forma mais confiável , tomar decisões mais precisas, tornando mais eficaz a execução de programas e projetos.

A secretária de Educação de Cuiabá, Edilene de Souza Machado, explicou que o Sistema de Gestão Educacional da Escola Cuiabana  começou a ser produzido no final de 2019. Em 2020, em razão da pandemia provocada pelo coronavírus, não foi possível avançar como planejado, entretanto, em outubro, a Secretaria Municipal de Educação  fez a Avaliação Institucional, uma ação de rotina do órgão, envolvendo os mais de 8 mil profissionais da Educação,  totalmente no Sistema.

“No final de 2020, a Secretaria Municipal de Educação realizou uma formação com os gestores para que pudessem iniciar a utilização do novo Sistema, que abrange informações de toda vida escolar dos estudantes. Na Semana Pedagógica, foi realizada uma segunda etapa de formação para uso do sistema e será feito um cronograma para o lançamento das informações referente aos anos de 2020 e de 2021”, ressaltou a secretária de Educação, Edilene Machado.

Sistema de Gestão

O Sistema de Gestão Educacional da Escola Cuiabana é um software de apoio à gestão acadêmica, que reúne funcionalidades que contemplam toda a base de cadastros escolares, base de ensino, calendários escolares personalizados por unidade, lançamentos de avaliações e frequência, além de permitir a configuração de todas as rotinas escolares de forma sistematizada,  seguindo processos configuráveis,  e criando regras de aprovação e fluxo de tarefas. Com o SIGEEC  é possível fornecer serviços modernos a comunidade acadêmica, como o portal do aluno, portal do professor, além de disponibilizar serviços a comunidade em geral, como a Matrícula WEB, que permite pais e responsáveis realizarem a matrícula de seus filhos de forma online e sem filas. 

Segundo a diretora  de Gestão Educacional da Secretaria Municipal de Educação, Mabel Strobel, um dos desafios do gestor Educacional é ter informações precisas e em tempo hábil. “Com uma base moderna e utilizando uma plataforma de alta disponibilidade, com o SIGEEC, os gestores terão  acesso à informação unificada, tornando viável a gestão de toda rede de ensino”, destacou. 

As unidades educacionais são responsáveis por gerir toda vida acadêmica de seus alunos. Com o novo sistema as informações ficam organizadas em estruturas confiáveis e seguras, o que permite a emissão de documentos, lançamentos de dados de forma simplificada, acessível e customizável, tornando o software vivo e adaptável as situações rotineiras, como também para eventos que não podem ser previstos. 

O novo sistema foi desenvolvido pela Log Lab com a utilização de tecnologias e processos modernos de software, seguindo boas práticas garantindo a sua sustentação e viabilidade por um longo tempo. E, por falar em sustentação o código fonte e todas as tecnologias utilizadas são de propriedade da Secretaria de Educação de Cuiabá, que tem a liberdade para realizar melhorias.

O Sistema já passou por testes e validações de regras de negócio, e todos os ajustes passaram pela avaliação do comitê de gestores da Secretaria Municipal de Educação que está planejando a realização de apresentações com instruções e acompanhamento nas unidades educacionais para que os gestores escolares possam iniciar seu uso.

Por MARIA BARBANT