Ratinho defende Bolsonaro sobre coronavírus e critica a imprensa: “Respeitem”

#infocoweb_cabecalho {
display: inline-block;
margin-top: -75px;
position: absolute;
right: 0;
}
figure.wp-caption{display:none!important;}

Jair Bolsonaro e Ratinho arrow-options
Alan Santos/PR

Bolsonaro no programa do Ratinho

Na última segunda-feira (16), Ratinho aproveitou o seu programa no SBT para defender a atitude do presidente Jair Bolsonaro em relação ao coronavírus e por ter feito contato físico com manifestantes no protesto do último domingo (15), na Avenida Paulista, em São Paulo.

Leia também:  “MasterChef” deve sofrer mudanças devido ao coronavírus, diz colunista

“Antes de começar o programa eu quero mandar um abraço ao presidente da República, presidente Jair Bolsonaro . O presidente está resistindo bravamente às armadilhas que colocam em seu caminho. Eu nunca vi a imprensa bater tanto num presidente quanto eu tenho visto. Presidente, eu sei que é difícil mudar um estado corrompido, onde muitos dos políticos pensam mais em vantagem própria do que no Brasil. Eu desejo, sinceramente, que o senhor persista na sua trajetória”, disse Ratinho.

Leia também:  Atriz da Globo mostra filhos em “escola caseira” devido ao coronavírus

O apresentador do SBT ainda pediu para que as pessoas tenham consciência e respeitem o presidente, que foi ele eleito democraticamente para representar o Brasil.

“As pessoas precisam entender que o presidente Bolsonaro foi eleito democraticamente, voto na urna, goste ou não dele. Ele é o presidente do Brasil! Ele tem o jeito dele e deve ser respeitado . Eu já vi muito estadista que fala bonito e enterrou o Brasil. Este pessoal que fica procurando picuinha, pelo em ovo, querendo combater o nosso presidente, está prejudicando o país, acabando com o país. Bolsonaro é culpado de tudo? O mundo está vivendo um período de incerteza e isso reflete na economia global. Aproveitadores de ocasião estão fazendo uma política cafajeste com o objetivo de enfraquecer o presidente e, com isso, colocando o Brasil numa rota catastrófica”, afirmou.

Leia também:  Globo confirma primeiro caso de coronavírus entre seus funcionários


Fonte: IG Política