Rodada de abertura do Mundial de Futebol de Areia Raiz tem cinco jogos, incluindo Brasil x França

As seleções de México e Chile abrem nesta terça-feira (8.12), a partir das 17h (de Brasília), a primeira edição do Mundial de Futebol de Areia Raiz, na Arena Gladiadores da Bola, montada dentro do Centro Olímpico de Tênis, no Parque Olímpico da Barra, no Rio de Janeiro. A competição será realizada até domingo (13.12), sem presença de público em função da pandemia do novo coronavírus.

A TV Brasil anuncia a transmissão ao vivo desta e de outras três partidas da rodada de abertura. Tunísia x Uruguai (18h), Paraguai x Bolívia (20h) e a estreia da seleção brasileira, contra os franceses, a partir das 21h. Complementa a primeira rodada o duelo entre Colômbia e Angola, às 19h.

A equipe brasileira é composta por 12 atletas sob comando do técnico China, campeão mundial interclubes atuando como volante pelo Grêmio em 1983. Os goleiros são Jocimar (RS) e Neneca (RJ). Os fixos são Toinho (RJ), Gabriel (RJ) e Vandão (RS). Entre os alas estão Dino (PB), Caiçara (SP) e Guto (MA), pela esquerda, além de Pedrinho (RJ) e Felipe (RJ), pela direita. No ataque, os escalados são Lincoln (ES) e Guerreiro (SP).

A competição reúne 10 seleções, separadas em dois grupos. México, Tunísia, Colômbia, Paraguai e França estão no A, enquanto Chile, Uruguai, Bolívia, Angola e Brasil aparecem no B. Os times de uma chave encaram três rivais da outra, de terça a quinta-feira (10). Os quatro mais bem colocados de cada chave avançam às quartas de final, que serão disputadas na sexta-feira (11.12). As semifinais ocorrem no sábado (12.12), enquanto a disputa pelo terceiro lugar e a decisão estão marcadas para domingo.

O futebol de areia raiz tem diferenças para o beach soccer, cujo Mundial é chancelado pela Fifa. São seis jogadores por time (em vez de cinco) e dois tempos de 20 minutos (e não três de 12). O piso da competição no Parque Olímpico é de areia compactada (batida), sem ondulações.

O Mundial de Futebol de Areia Raiz seria realizado em março, mas foi adiado em função da pandemia. Por restrições sanitárias nos países de origem, cinco seleções tiveram que desistir da competição: Alemanha, Argentina, Canadá, Croácia e Israel. Com isso, ingressaram no torneio as equipes de Colômbia, Paraguai e Tunísia.

02122020_tabela_mundial.jpg

Diretoria de Comunicação – Ministério da Cidadania, com informações da Agência Brasil