Ronaldinho Gaúcho investe no trap em ‘Rolê Aleatório’, música inspirada em meme

O atleta lança o projeto Tropa do Bruxo, que reúne artista do rap e do trap, como Djonga e o coletivo Recayd Mob

O ex-jogador Ronaldinho Gaúcho, 40, virou notícia no ano passado após ficar meses preso no Paraguai sob acusação de usar um passaporte falso. Ele começa esse 2021 no Brasil e investindo na música. O atleta lança o projeto Tropa do Bruxo, que reúne artista do rap e do trap, como Djonga e o coletivo Recayd Mob.

Depois de dar uma amostra do trabalho com a música “Oclin e Evoque”, com o Djonga, MC Rick, Sidoka, ele lança o videoclipe de “Rolê Aleatório”, nesta sexta-feira (15), às 12h. A faixa inspirada nos memes criados por internautas com o ex-jogador. Gaúcho falou com a reportagem por email para explicar mais sobre suas ideias.

Visto sempre batucando um pagode, Gaúcho já se aventurou na música antes. Cantou com o forrozeiro Wesley Safadão em “Solteiro de Novo”, mas decidiu investir no trap, gênero do rap em alta no mundo.

“Foi muito legal ter a chance de estar com esses grandes nomes da nossa música e compor para artistas que sempre fui fã. Sou muito ligado ao samba e ao pagode também. Com o Trap aconteceu naturalmente, eu sempre curti porque é uma variação do rap e do hip-hop, um beat diferente pra quem curte dançar e se expressar. Foi daí que surgiu a ideia do projeto”, conta Gaúcho.
As participações do projeto vieram por amigos em comum, que foram se apresentando, e encontrando os mesmos gostos e objetivos.

“Tem o Djonga, e o MC Rick e o Sidoka, que são nomes fortes de BH. Conheci a Recayd Mob logo depois, que é um grupo de Trap muito relevante no cenário atual e aí chegamos a segunda música do Tropa do Bruxo, a ‘Rolê Aleatório'”, conta ele.

O Recayd Mod é um coletivo de diversos artistas que tem, como principais nomes, Dfideliz, Jé Santiago, MC Igu e Derek, que são fãs do atleta e realizaram um sonho cantando com ele. “Ele já tinha ouvido algumas músicas da Recayd, como ‘POC POC’ e tinha curtido, então fizemos algo parecido. Eu não botava fé que isso ia acontecer de verdade, mas quando aconteceu mesmo, eu fiquei feliz demais. Do nada o Ronaldinho estava na minha frente trocando ideia comigo”, conta Derek.

Não foi difícil chegar ao título dessa segunda faixa. “A minha vida é um rolê aleatório”, brinca Ronaldinho. O termo começou a ser usado após internautas perceberem que o ex-jogador surge em lugares distintos e aleatórios, seja como um Jedi –quando vestiu de Obi Wan Kenobi, do “Star Wars”, para a gravação de um comercial), ou de magnata –quando apareceu até em fotos com chefe de estados, em Dubai.

A partir dessas e de outras aparições, internautas começaram a usar fotos histórias e cenas de filme incluindo o rosto de Ronaldinho. “Não consigo acompanhar tudo, mas eu curto muito os memes, curto a alegria das pessoas comentando”, diz.

Após o clipe lançado nesta sexta-feira (15), Ronaldinho diz que ainda vai lançar cerca de oito músicas ao longo do ano. “As coisas vão rolando conforme vamos fazendo” e que a pandemia “atrapalhou o timing e a as agendas”, explica. “Mas não dá pra reclamar. Deus é bom e estamos com saúde.”

Questionado sobre o seu tempo na prisão no ano passado, Gaúcho não respondeu.

Por Redação