Roubo de gado: suspeitos de subtrair 100 animais em Goiás são presos

A Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Rurais (DERCR), da Polícia Civil de Goiás, cumpriu três mandados de prisão temporária na sexta-feira, 14, contra suspeitos de roubo e furto de gado. Um quarto investigado continua foragido, segundo as autoridades responsáveis pela Operação Vale do São Patrício.

As medidas cautelares foram decretadas pela Justiça de Rubiataba e Itapaci e cumpridas nos municípios de Goianésia, Vila Propício, Rubiataba e Ceres – inclusive, um dos investigados é secretário municipal de Vila Propício.

Os casos de roubo de gado

De acordo com a Polícia Civil, investigações apontam que os suspeitos fazem parte de uma associação criminosa conhecida pela DERCR que esta por trás de diversos crimes na zona rural do estado.

Os crimes aconteceram no ano passado, sendo um roubo de 19 cabeças de gado em Rubiataba; um roubo de 25 cabeças de gado em Hidrolina; um furto de 36 cabeças no município de Ipiranga, posteriormente localizadas em Piracanjuba, e um furto de gado de 27 reses em Bela Vista e posteriormente localizadas no município de Vila Propício.

Ao todo, foram furtadas mais de 100 cabeças de gado, totalizando um prejuízo aproximado de R$ 400 mil às vítimas.

Segundo a polícia, as investigações prosseguem no sentido de identificar possíveis coautores, bem como esclarecer outros delitos praticados pela associação criminosa.

 

A Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Rurais (DERCR), da Polícia Civil de Goiás, cumpriu três mandados de prisão temporária na sexta-feira, 14, contra suspeitos de roubo e furto de gado. Um quarto investigado continua foragido, segundo as autoridades responsáveis pela Operação Vale do São Patrício.

As medidas cautelares foram decretadas pela Justiça de Rubiataba e Itapaci e cumpridas nos municípios de Goianésia, Vila Propício, Rubiataba e Ceres – inclusive, um dos investigados é secretário municipal de Vila Propício.

Os casos de roubo de gado

De acordo com a Polícia Civil, investigações apontam que os suspeitos fazem parte de uma associação criminosa conhecida pela DERCR que esta por trás de diversos crimes na zona rural do estado.

Os crimes aconteceram no ano passado, sendo um roubo de 19 cabeças de gado em Rubiataba; um roubo de 25 cabeças de gado em Hidrolina; um furto de 36 cabeças no município de Ipiranga, posteriormente localizadas em Piracanjuba, e um furto de gado de 27 reses em Bela Vista e posteriormente localizadas no município de Vila Propício.

Ao todo, foram furtadas mais de 100 cabeças de gado, totalizando um prejuízo aproximado de R$ 400 mil às vítimas.

Segundo a polícia, as investigações prosseguem no sentido de identificar possíveis coautores, bem como esclarecer outros delitos praticados pela associação criminosa.

 

Canal Rural © 2020 Todos os direitos reservados.

Canal Rural © 2020 Todos os direitos reservados.