Secretária de Lazer e Inclusão Social participa de conferência Iberoamericana de Esporte em tempos de Covid-19

Na última sexta-feira, 9.10, a secretária nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social (Snelis), Fabiola Molina, representou o Ministério da Cidadania na segunda Conferência Iberoamericana de Esporte em Tempos de Covid-19. O evento realizado por videoconferência reuniu ministros e autoridades conectadas ao esporte nos países do bloco para debater ações de retomada das políticas esportivas diante das restrições impostas pela pandemia da novo coronavírus.

Ficou clara a importância de os países estarem unidos nesse momento de pandemia, de entendermos como o esporte pode ajudar a superar desafios nas áreas de saúde, educação e economia e de como podemos construir boas práticas de políticas públicas nessa nova concepção de cotidiano”

Fabiola Molina, secretária nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social

Entre os palestrantes estiveram o presidente da Panam Sports, Neven Ilic, o diretor geral de Esporte da Espanha, Joaquín de Arístegui, a ministra do Esporte do Paraguai, Fátima Morales, e a presidente do Conselho Ibero Americano de Esporte, Alba Quesada.

“Ficou clara a importância de os países estarem unidos nesse momento de pandemia, de entendermos como o esporte pode ajudar a superar desafios nas áreas de saúde, educação e economia e de como podemos construir boas práticas de políticas públicas nessa nova concepção de cotidiano”, afirmou Fabiola Molina.

“Esse panorama imposto pela pandemia nos trouxe a necessidade de sermos ainda mais inclusivos e sustentáveis. Precisamos usar a pandemia não só para adotarmos um novo normal, mas para chegarmos a um normal melhor do que antes. Um esforço para que as sociedades fiquem mais justas, equitativas e com revalorização dos espaços públicos”, completou a secretária da Snelis.

Um dos destaques do evento foi o compartilhamento do documento “O Esporte em Tempos de Pandemia: um olhar desde Ibero-América”, assinado pelo presidente honorário do Conselho Ibero Americano do Esporte, Fernando Cáceres Andrés. O artigo faz um apanhado de ações, desafios e respostas sociais e econômicas à pandemia em países da região.

“As respostas à pandemia são mais eficazes se são plurissetoriais e concertadas. Essas condições podem prevalecer e se instituir se forem alinhadas ao pensamento estratégico em uma nova cultura de governança do esporte”, indica um dos trechos do documento. “A pandemia deve servir para a reivindicação da colaboração como a única forma de responder a um desafio sistêmico, e o mundo do esporte não pode ficar alheio a isso”, indica o documento.

Diretoria de Comunicação – Ministério da Cidadania